0

Teste: Audi Q8 Performance Black tem 340 cv e muito carisma

Novo SUV de luxo alemão chega com sete modos de condução a partir de R$ 471.990 em duas versões: Performance e Performance Black

25 set 2019
19h17
atualizado em 27/9/2019 às 12h50
  • separator
  • 0
  • comentários

O novíssimo Audi Q8 é a aposta da marca alemã no segmento de SUVs de luxo. Ele chegou com a proposta de unir conforto, desempenho eficiente, tração integral e design esportivo. O Q8 já tinha sido apresentado no Salão de São Paulo de 2018. Ele é importado de Bratislava, Eslováquia, e está à venda em duas versões: Performance (R$ 471.990) e Performance Black (R$ 503.990), que avaliamos no autódromo Velo Cittá, em Mogi Guaçu (SP). O Audi Q8 é carismático. No visual, o estilo esportivo da Audi fica nítido com o caimento cupê da traseira, enquanto na frente as marcações da grade formam um octógono. Esse será o novo desenho da família Q. Mas o carisma do Q8 não se resume do design. O carro é convincente também na parte técnica. As duas versões têm o mesmo motor 3.0 TFSI a gasolina de 340 cavalos de potência e 500 Nm de torque.

O novíssimo Audi Q8 posiciona-se acima do já exclusivo Q7.
O novíssimo Audi Q8 posiciona-se acima do já exclusivo Q7.
Foto: Divulgação

Na pista, o Audi Q8 mostrou respostas rápidas, com aceleração de 0-100 km/h em 5,9 segundos. O câmbio é automático Tiptronic de oito velocidades, com trocas rápidas e suaves. É possível fazer a troca manual pelos paddle shifts atrás do volante. Ver a velocidade crescer no head-up display dá ainda mais desejo de acelerar. O caráter esportivo do Audi Q8 então se soma ao carisma desse carro completamente novo. O HUD faz parte do pacote tecnológico do Q8, mas é opcional nas duas versões.

Para quem deseja desempenho realmente esportivo, vale a pena. Afinal, esse pacote inclui também o eixo traseiro dinâmico. O esterço das rodas traseiras faz diferença no circuito, o que é garantia de maior estabilidade em estradas rápidas. Em alta velocidade, o recurso permite que as rodas traseiras acompanhem o movimento das rodas traseiras, evitando que o carro perca estabilidade. Como todo carro moderno, o Audi Q8 está dotado dos melhores sistemas eletrônicos de tração e estabilidade.

O Audi Q8 é um SUV de luxo 4 estrelas, segundo os critérios do Guia do Carro. Sua nota foi prejudicada pelo consumo muito alto.
O Audi Q8 é um SUV de luxo 4 estrelas, segundo os critérios do Guia do Carro. Sua nota foi prejudicada pelo consumo muito alto.
Foto: Guia do Carro

Outro diferencial do carismático Audi Q8 é o que o fabricante chamou de “sistema híbrido leve” ligado à tração. Trata-se de um sistema elétrico de 48 volts composto por uma bateria de íons de lítio e um alternador de correia. É como o sistema do Mercedes C 200 EQ Boost, mas a rival da Audi não chama de “híbrido”. O objetivo é reduzir o consumo de combustível e a emissão de gases poluentes. De qualquer forma, o sistema elétrico entra em funcionamento quando o Audi Q8 chega a uma velocidade constante entre 55 e 160 km/h. Nesse caso, o motor a combustão desliga. Além disso, o sistema elétrico dá suporte ao start-stop quando a velocidade cai para 22 km/h.

Por falar em tração, o Audi Q8 vem com o sistema Quattro, que pudemos avaliar na área off-road do Velo Cittá. A tração integral transfere o torque para o eixo dianteiro ou traseiro de acordo com a situação e com as irregularidades do solo. Quando o terreno tem mais de 6% de inclinação, o carro reconhece e ativa o sistema de frenagem automática, mantendo a velocidade constante até 30 km/h. Toda a plataforma eletrônica do chassi pode ser visualizada na tela multimídia. Com o modo off-road ativado no Drive Select, a suspensão é elevada em até 254 mm do solo, o que permite passar pelos buracos sem raspar a grade.

A carroceria do Audi Q8 está na moda: SUV cupê.
A carroceria do Audi Q8 está na moda: SUV cupê.
Foto: Divulgação

No total, o Audi Q8 possui sete modos de condução, que se diferenciam a partir da suspensão de ar adaptativa, da tração e da eficiência do motor. Além disso, o novo SUV vem com três telas digitais: o quadro de instrumentos de 12,3”, a multimídia de 10,3”com funções gerais do veículo, entretenimento e conectividade e uma tela de 8,6” com funções de conforto, como controle do ar-condicionado. O touch screen das duas últimas telas possuem um click que se assemelha a um botão.

Rodar com o Audi Q8 dá grande sensação de conforto e sofisticação. O acabamento do painel é feito de material macio, com detalhes cromados e black piano na porta e no console central. O Q8 ainda vem com iluminação interna personalizável, com até 30 opções de cores de luz. O ar-condicionado tem quatro zonas! Os bancos são revestidos de couro, com ajustes elétricos e lombar nos dianteiros. O banco traseiro vem com encosto central para braço com porta-copos e manuseio digital para ajuste de temperatura e ventilação. Porém, como nem tudo é perfeito, o túnel central tem quase um palmo de altura, o que pode trazer desconforto para um eventual passageiro do meio. Por outro lado, a distância entre-eixos de quase 3 metros acaba oferecendo bastante espaço para os ocupantes que vão atrás. Segundo a Audi, o porta-malas tem 605 litros de capacidade.

Na família Audi, o Q8 chega como um SUV cupê, que já é uma tendência forte em todos os segmentos. Essa é a principal função que o Q8 terá numa família que já conta com o Q3, o Q5 e o Q7. O sistema “híbrido leve” também dá o tom de vanguarda para o novo SUV da Audi. Com relação às medidas, o Audi Q8 pesa 2.340 kg, contra 1.980 kg do Q7. Já o entre-eixos do Audi Q8 é apenas 1 mm maior. No comprimento, o Audi Q8 é mais compacto, com 4,886 m, contra 5,052 m do Q7. Mas o Q8 e mais largo (2,190 m contra 1,968 m) e mais baixo (1,705 m contra 1,741 m), o que faz dele um carro mais assentado do que grandalhão Q7.

Três telas no painel: para fazer frente a rivais como o Range Rover Velar.
Três telas no painel: para fazer frente a rivais como o Range Rover Velar.
Foto: Divulgação

O que é novo

  • O design do novo Audi da família Q inova desenho frontal. Até o Audi Q7, o formato da grade é hexagonal. A partir do Q8, o formato da frente se apresenta como um octógono.
  • O Audi Q8 possui uma tela digital de 8,6” sensível ao toque com funções de conforto que não existe nem no Audi Q7. Como comparação, o Q7 traz tem apenas o quadro de instrumentos Virtual Cockpit e a tela multimídia com funções de navegação, informações gerais do veículo e entretenimento.

O que nós gostamos

  • O modo off-road é super funcional na trilha, uma vez que é possível elevar a suspensão até 254 mm.
  • A plataforma digital interna com três telas deixa o SUV ainda mais sofisticado, permitindo mais conforto e praticidade durante a locomoção.
  • A personalização de 30 opções de cores para iluminação possibilita criar uma experiência diferente e até mais divertida para os ocupantes do veículo.

O que pode melhorar

  • Poderia ter uma versão a diesel como a do Audi Q7. Por enquanto, o Q8 só tem o motor a diesel disponível na Europa.
  • O consumo é muito alto para um carro "híbrido leve".

Os números

  • Preço: R$ 503.990
  • Motor: V6 3.0 a gasolina
  • Potência: 340 cv a 5.000 rpm
  • Torque: 500 Nm a 1.370 rpm
  • Câmbio: 8 marchas AT
  • Comprimento: 4,986 m
  • Largura: 2,190 m
  • Altura: 1,705 m
  • Entre-eixos: 2,995 m
  • Vão livre do solo: 220 mm
  • Peso: 2.270 kg
  • Pneus: 285/45 R21
  • Porta-malas: 605 litros
  • Tanque: 85 litros
  • Velocidade máxima: 250 km/h
  • 0-100km/h: 5s9
  • Consumo cidade: 6,6 km/l
  • Consumo estrada: 7,0 km/l
  • Emissão de CO2: 201 g/km
  • Modelo avaliado: 2020
Guia do Carro
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade