PUBLICIDADE

Bolsas da Europa fecham em alta, com BCE, balanços e dados dos EUA no radar

22 abr 2021
0comentários
Publicidade

Os mercados acionários da Europa registraram ganhos nesta quinta-feira. A abertura já foi positiva, após ganhos em Nova York, e o bom humor continuou após a decisão do Banco Central Europeu (BCE), que reafirmou a postura acomodatícia de sua política monetária, algo que tende a beneficiar as ações. Além disso, alguns dados positivos nos Estados Unidos contribuíram para o movimento no continente, em meio a balanços mistos.

O índice pan-europeu Stoxx fechou em alta de 0,68%, em 439,63 pontos.

Os ganhos em Nova York, no dia anterior, e na maior parte da Ásia mais cedo ampararam abertura positiva nas bolsas europeias. O movimento se manteve mesmo após alguns balanços mistos. Renault registrou baixa de 1,33% em Paris, após divulgar resultados, e o papel do Credit Suisse caiu 2,11% em Zurique. Já outros balanços foram bem avaliados, com Volvo em alta de 2,48% em Estocolmo e Nestlé ganhou 2,88% em Zurique, também depois de publicarem seus números.

Na política monetária, o BCE cumpriu a expectativa e manteve a política monetária. As bolsas europeias tiveram reação inicial levemente positiva ao comunicado. Mais adiante, ampliaram ganhos, após alguns dados positivos dos Estados Unidos, como o de novos pedidos de auxílio-desemprego.

O movimento positivo das ações também ocorreu em meio à entrevista coletiva do BCE. A presidente do banco central, Christine Lagarde, previu que a inflação na zona do euro ganhará fôlego ao longo deste ano, mas disse ser prematuro discutir uma redução nas compras de bônus.

Segundo ela, essas compras podem inclusive ser recalibradas, para sustentar a economia. A Pantheon destacou que Lagarde reafirmou a previsão de que a retomada no segundo semestre está preservada para a zona do euro. Para o NatWest e outros analistas, o BCE não trouxe grande novidade nesta quinta.

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE 100 fechou em alta de 0,62%, em 6.938,24 pontos. Lloyds e Barclays subiram ambos 0,87%, mas BP recuou 0,24%.

Em Frankfurt, o índice DAX subiu 0,82%, a 15.320,52 pontos. No setor de energia, E.ON teve alta de 1,71, enquanto entre os bancos Deutsche Bank caiu 0,61% e Commerzbank avançou 0,64%.

Na Bolsa de Paris, o índice CAC 40 avançou 0,91%, a 6.267,28 pontos. Société Générale subiu 0,38% e BNP Paribas, 0,64%.

O índice FTSE MIB, da Bolsa de Milão, registrou ganho de 0,98%, a 24.398,41 pontos. Entre os papéis mais negociados, Telecom Itália subiu 0,25% e Tiscali, 1,53%.

Em Madri, o índice IBEX 35 fechou em alta de 1,61%, em 8.656,80 pontos, na máxima do dia. Santander esteve entre os papéis mais negociados, em alta de 1,01%.

Na Bolsa de Lisboa, o índice PSI 20 subiu 1,16%, a 5.010,65 pontos.

Estadão
Publicidade
Publicidade