0

Boeing tem queda de 72% nas entregas de aviões em agosto

10 set 2019
13h53
  • separator
  • 0
  • comentários

A Boeing entregou em agosto cerca de um quarto do número de aviões que havia entregado um ano atrás, derrubando o total de entregas deste ano em mais de 40%, conforme a suspensão mundial de sua aeronave mais vendida, o 737 MAX, entra no sétimo mês.

11/03/2019
REUTERS/David Ryder/File Photo - RC163E5D5400
11/03/2019 REUTERS/David Ryder/File Photo - RC163E5D5400
Foto: Reuters

Números mensais regulares da fabricante de aviões norte-americana mostraram que ela entregou 18 aeronaves em agosto, ante 64 no mesmo período de um ano atrás.

Nos oito meses até agosto, as entregas totalizaram 276 aeronaves, contra 481 no ano passado.

A Boeing, sediada em Chicago, não entregou nenhuma aeronave 737 MAX desde que o avião foi suspenso em todo o mundo em março, depois de dois acidentes na Indonésia e na Etiópia.

As companhias aéreas dos EUA removeram o jato de seus voos até dezembro ou o início do próximo ano.

A fabricante de aviões disse que espera receber a certificação da Administração Federal de Aviação dos EUA até outubro para colocar os jatos de volta ao ar.

A Boeing ainda está tentando acompanhar a rival europeia Airbus, que continua à frente com entregas combinadas de 500 aeronaves nos primeiros oito meses de 2019. A Airbus entregou 207 de seus jatos A320neo, que competem com o 737 MAX.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade