PUBLICIDADE

Roku Express se destaca por seu excelente custo-benefício

O Terra pôde testar o aparelho da empresa de streaming Roku, que transforma televisores comuns em inteligentes

26 nov 2020 15h11
| atualizado às 19h21
ver comentários
Publicidade

O mercado de tecnologia possui um segmento dedicado aos consumidores que desejam transforma televisores comuns em inteligentes. Dentro dessa fatia do varejo, há os chamados "dispositivos 'set-top box'", que conectam TVs à internet, possibilitando o acesso aos mais variados serviços de streaming.

Um dos aparelhos dentro do segmento descrito acima é o Roku Express, desenvolvido pela empresa de streaming americana Roku. No Brasil desde janeiro de 2020, a companhia de tecnologia trouxe, em setembro deste ano, o seu dispositivo mais vendido no exterior, na tentativa de ganhar espaço nas casas brasileiras.

No Brasil desde janeiro de 2020, a Roku trouxe, em setembro deste ano, o seu dispositivo mais vendido no exterior, na tentativa de ganhar espaço nas casas brasileiras
No Brasil desde janeiro de 2020, a Roku trouxe, em setembro deste ano, o seu dispositivo mais vendido no exterior, na tentativa de ganhar espaço nas casas brasileiras
Foto: Reuters

Com um preço sugerido de R$ 349, o Roku Express tem o preço mais competitivo do segmento, junto ao Fire TV Stick Lite, da gigante varejista Amazon. Enquanto isso, o Google Chromecast ainda está em sua terceira geração desde 2018 a um valor sugerido de R$ 399. Bem por fora, o Apple TV, com as mesmas especificações técnicas, chega aos R$ 1.999.

O Terra pôde testar o Roku Express e dá o seu veredito sobre o novo aparelho. Confira:

O que vem na caixa?

O kit do Roku Express vem, claro, com o aparelho conversor, que realiza toda a mágica de transformar uma televisão comum em inteligente. Esse dispositivo tem dimensões bem compactas - 7,6 cm de largura, 1,9 cm de altura e 3,8 cm de profundidade -, o que pode servir bem a quem não tem tanto espaço assim para alocar mais um eletrônico na sala ou quarto.

O kit do Roku Express vem com: o conversor em si; um mini controle remoto; duas pilhas AAA; um cabo HDMI; e um cabo de alimentação USB
O kit do Roku Express vem com: o conversor em si; um mini controle remoto; duas pilhas AAA; um cabo HDMI; e um cabo de alimentação USB
Foto: Roku / Divulgação

Além do próprio Roku Express, a caixa também traz um "mini controle remoto", que tem como diferencial quatro botões dedicados aos seguintes serviços de streaming: Globoplay, Netlfix, HBO Go e Google Play Filmes. O kit já se encarrega de entregar duas pilhas palito - AAA - para que o consumidor já saia usando o controle.

O kit do dispositivo vem com dois cabos: um HDMI, que conecta o Roku Express na TV, e um de alimentação USB, que possui uma extremidade com o chamado "micro-USB" e a outra com o USB padrão, do tipo A, comum em computadores e laptops.

Especificações técnicas dentro do padrão

As especificações técnicas do Roku Express não deixam em nada a desejar. O dispositivo consegue emular uma imagem Full HD, em uma resolução de 1920 pixels por 1080 pixels, que é o padrão para os aparelhos do segmento set-top-box aqui no Brasil, ainda mais dentro da faixa de preço abaixo dos R$ 400.

Quanto ao som do dispositivo, ele tem compatibilidade com o DTS Digital Surround, da DTS, e o Dolby Audio e Dolby ATMOS, da Dolby. A qualidade do áudio não é comprometida pelo Roku Express e depende muito também do hardware da televisão que receberá o dispositivo conversor.

Uma aposta ousada na instalação

O grande diferencial que o Roku Express traz, quando comparado aos demais concorrentes do segmento, está em sua instalação. Ao mesmo tempo, porém, essa aposta ousada, a depender da televisão e do cliente, pode ter um resultado negativo a longo prazo.

Para a instalação, o cabo HDMI, que irá realizar a transferência de dados de imagem e somo, é conectado na TV e no Roku Express. A grande mudança, no entanto, está na fonte de energia. Enquanto o Chromecast, o Fire TV Stick e o Apple TV exigem que o consumidor faça a alimentação por meio de uma tomada, o dispositivo da Roku tenta simplificar o processo.

Em vez de usar uma tomada, a aposta é de que o consumidor conecte o micro-USB no Roku Express e utilize a outra extremidade do cabo, que é um USB tipo A, diretamente na TV. Se o televisor oferecer a energia necessária, o dispositivo da Roku funcionará. Caso contrário, o próprio cliente terá de comprar um adaptador de tomada, já que este não vem junto na caixa, o que pode ser algo frustrante.

Interface prática, assim como na TV

Assim como nas duas televisões que a Roku trouxe para o Brasil em janeiro, o Roku Express possui a interface padrão da empresa de streaming americana. Com um sistema bem simples e intuitivo, a navegação lembra, em muitos momentos, a tela de um celular, com diversos aplicativos que podem ser acessados a qualquer momento.

Além disso, o Roku Express traz em si também todo um catálogo de mais de 5 mil canais de conteúdo. Netflix, Amazon Prime Video, YouTube, Spotify e Telecine são alguns dos serviços que o consumidor poderá instalar em sua televisão, ao comprar e instalar o Roku Express.

Dentro disso, há um outro diferencial do Roku Express: o seu aplicativo. Com ele, o usuário consegue não só controlar sua televisão pelo smartphone, mas também pode utilizar o teclado do celular para escrever na tela de busca da interface, assim como usufruir do recurso "audição privada", que transfere o áudio da TV para um fone de ouvido conectado no celular.

O veredito

O Roku Express, de fato, possui um preço competitivo para o segmento em que se situa. Junto ao Amazon Fire TV Stick Lite, o aparelho da Roku custa R$ 349, o menor valor para um aparelho set-top box no mercado brasileiro.

A interface fácil e intuitiva, aliada a um aplicativo com recursos bem úteis e um catálogo diverso, tornam o Roku Express uma boa compra para quem deseja transformar uma televisão comum em uma smart TV
A interface fácil e intuitiva, aliada a um aplicativo com recursos bem úteis e um catálogo diverso, tornam o Roku Express uma boa compra para quem deseja transformar uma televisão comum em uma smart TV
Foto: Roku / Divulgação

Levando em consideração o seu custo, o quesito de qualidade de imagem e som não são prejudicados em nada. Existem, sim, opções no mercado que emulam 4K, mas o preço ultrapassa os R$ 2.200, como no caso do Apple TV 4K, por exemplo, o que tornaria a compra de uma nova televisão mais em conta.

A interface fácil e intuitiva, aliada a um aplicativo com recursos bem úteis e um catálogo diverso, tornam o Roku Express uma boa compra para quem deseja transformar uma televisão comum em uma smart TV. Isso tudo ainda é sustentado pelo preço competitivo, que é mais barato do que os demais dentro do mesmo setor e com as mesmas especificações técnicas.

Fonte: Equipe portal
Publicidade
Publicidade