PUBLICIDADE

Embaixada dos EUA oferece curso de inglês gratuito para profissionais afro-brasileiros e indígenas

São 260 vagas e as inscrições encerram neste domingo (13)

11 fev 2022 - 18h58
Compartilhar
Exibir comentários
Jovens negras em curso de inglês
Jovens negras em curso de inglês
Foto: Imagem: Divulgação Mais Unidos / Alma Preta

A Embaixada e Consulados dos Estados Unidos no Brasil, por meio do Escritório Regional de Ensino de Língua Inglesa (RELO), e o Grupo +Unidos oferecem 260 vagas para curso de inglês gratuito destinado a profissionais e/ou empreendedores afro-brasileiros ou indígenas, com idade entre 18 e 35 anos. As inscrições estão abertas até 13 de fevereiro.

Destinado para que tem conhecimento da língua inglesa equivalente ao nível básico 2 (A2), o curso será composto por 210 horas de aulas online, sendo seis horas semanais, realizadas durante todo o ano de 2022, além de atividades extracurriculares e mentorias com profissionais especializados e presentes no mercado de trabalho.

Com foco em negócios, o curso faz parte das iniciativas do programa Access no Brasil, que acontece em nível mundial desde 2004 e é oferecido pelo Departamento de Estado norte-americano em mais de 86 países. No Brasil, já beneficiou mais de 2.650 participantes desde seu início, em 2008.

"Estamos entusiasmados em poder expandir o programa Access E2C em 2022 incluindo um número maior de participantes. Sabemos que esta oportunidade irá colaborar para que jovens profissionais empenhados e dedicados possam melhorar suas habilidades em inglês e atingir seus objetivos", afirma a diretora do RELO, Maria Snarski.

Em 2021, 160 jovens profissionais participaram do programa. Segundo Giselle, aluna da turma Centro-Oeste, o programa impactou sua autoestima. "Alguns meses atrás, eu me sentia muitíssimo insegura para conversar com alguém em inglês, mas a cada dia vou adquirindo mais confiança. Além disso, atualmente me sinto mais segura para aplicar em oportunidades de trabalho e estudo que exigem a língua como requisito."

Leia mais: Quase metade das crianças negras de 6 e 7 anos não sabem ler e escrever no Brasil

Alma Preta
Compartilhar
Publicidade
Publicidade