PUBLICIDADE

Reality Shows

BBB22: Hábitos de Bárbara alertam para distúrbio alimentar

Além do jejum da modelo, compulsão de Arthur Aguiar por pães e doces também pode ser indício de quadro de transtorno alimentar

1 fev 2022 - 17h44
Compartilhar
Exibir comentários
Bárbara Heck no BBB22
Bárbara Heck no BBB22
Foto: Reprodução Globoplay

A alimentação dos participantes sempre foi uma atração no 'Big Brother Brasil'. Mas no 'BBB22', em particular, dois casos têm chamado a atenção de quem assiste ao reality. Enquanto Arthur Aguiar, que vivia sob dieta restritiva, parece comer sem controle, Bárbara Heck come de menos, faz jejum após as festas e, inclusive, já demonstrou culpa por ingerir doces.

Na segunda-feira (31), Bárbara chegou a chorar ao ser confrontada por causa de sua alimentação. Irritada com os colegas, reagiu: "Cuidem da alimentação de vocês! Deixem que eu me preocupo com o que eu como, ou se eu não como", disse a sister, que já foi advertida pela produção do programa.

Especialistas evitam determinar se há algum distúrbio alimentar nos dois casos. No entanto, ponderam que os comportamentos de Arthur e de Bárbara são um sinal de alerta para o diagnóstico.

"A linha é tênue. Às vezes a pessoa começa com esses exageros e depois passa, de fato, a ter um distúrbio. Em geral, a doença só é identificada quando o comportamento começa a gerar prejuízos físicos ou psíquicos à pessoa", observa a médica endocrinologista Lorena Lima Amato.

Bárbara Heck comendo limão
Bárbara Heck comendo limão
Foto: Reprodução Globoplay

Sintomas ou comportamentos?

A médica Priscila Gil, membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, diz que não ingerir a variedade adequada de alimentos e ignorar os sinais de fome e saciedade podem ser uma janela de abertura para desenvolver um transtorno alimentar dentro do 'BBB22' - isso se já não tiver o quadro.  Para ela, também membro do Departamento de Psiquiatria e Transtornos Alimentares da ABESO, Bárbara ainda apresenta comportamentos que podem indicar a presença ou o início de um transtorno.

Um exemplo disso é a distorção de autoimagem, enxergando a si mesma de um tamanho que não condiz com a realidade. 

"Ela comentou esses dias, após comer doce na festa, que não passaria pela porta. É uma visão distorcida dela mesma", analisa.

No caso de Arthur, Priscila Gil afirma que somente a consulta permitiria diagnosticar o início de compulsão alimentar. Para a especialista, é preciso entender se o ator trata pães e outros alimentos, normalmente fora de sua dieta, como um "momento de pecado". Essa postura se encaixa nas formas típicas de quem tem o transtorno. 

"O que precisa ser observado é se essa compulsão está causando algum sofrimento a ele. Caso não exista, é só um momento de liberação alimentar", explica.

Arthur Aguiar comendo pão
Arthur Aguiar comendo pão
Foto: Reprodução Globoplay

Fama e o padrão de beleza

Para Priscila Gil, o fato de Bárbara Heck ser modelo configura um fator de risco a mais para que a moça tenha - ou desenvolva - este tipo de enfermidade. A endocrinologista explica que na profissão em questão existe uma pressão da sociedade para um padrão de beleza inalcançável, em busca da magreza.

É diferente do que acontece com Arthur Aguiar, que seguia uma dieta restritiva antes do reality. De acordo com a endocrinologista, o ator pode estar passando por uma "fome fisiológica", em que o corpo intensifica os mecanismos de reganho de peso após grande perda em curto intervalo de tempo. 

A especialista ainda leva em conta o fator emocional do artista.

"É sabido que ele teve problemas com o pai antes. Às vezes, essas fragilidades familiares podem gerar também desregulação na alimentação", pondera. 

Arthur Aguiar no BBB22
Arthur Aguiar no BBB22
Foto: Instagram

Tratamento e cura

Apesar de comentarem os comportamentos alimentares de Bárbara Heck e Arthur Aguiar, que se assemelham aos sintomas de quem desenvolve transtorno alimentar, as profissionais destacam que só é possível fazer qualquer diagnóstico após uma consulta médica. A partir de então, o tratamento inclui equipe multidisciplinar e, algumas vezes, uso de medicamentos.

"Algumas vezes precisa-se de outros profissionais, como um fisioterapeuta. Mas, no mínimo, é importante ter um psiquiatra, um nutricionista e um psicológo", explica Priscila Gil.

Já ignorar sinais como os que estamos vendo no 'BBB22' ou o diagnóstico do transtorno pode trazer consequências graves. Bulimia, esofagite (decorrente dos vômitos em excesso) e anorexia são alguns exemplos, além de obesidade. 

"Neste estágio, o risco é de vida, pois a pessoa pode ter uma parada cardíaca ou hipoglicemia", acrescenta a médica Lorena Amato.

As equipes de Bárbara Heck e Arthur Aguiar foram procuradas pela reportagem do Terra, mas até o momento da publicação desta matéria não responderam. Nas redes sociais, no entanto, os administradores dos perfis da modelo negaram que ela tenha qualquer transtorno alimentar. 

Segundo a equipe da participante, quem a conhece sabe que esse comportamento é normal.

"Acontece que, fora toda a pressão do jogo, obviamente essa preocupação exagerada deixa a pessoa super vulnerável e chateada, como se tivesse que justificar o tempo todo suas vontades. Mas ela está bem e, sim, ela está saudável, de acordo com os exames que fez para estar no programa", diz o texto publicado no Instagram. 

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade