3 eventos ao vivo
Logo do Blog Sala de TV
Foto: iStock

Blog Sala de TV

Blog Sala de TV

Renata Bras festeja o sucesso na Globo e no teatro

Reproduções/Instagram @renatabras1

Atriz rouba a cena em ‘Brasil a Bordo’ e foi muito aplaudida ao viver Nair Bello no musical ‘Hebe’

5 abr 2018
10h35
  • separator
  • comentários

Toda quinta-feira, Renata Bras surge no horário nobre da Globo na pele da sensual e destrambelhada Cleonice, no seriado Brasil a Bordo.

A atriz chama a atenção pelo ‘timing’ de comédia, a interação com seu par em cena, Miguel Falabella e, claro, por sua beleza.

Para estrear na Globo, a artista precisou se despedir de Carinha de Anjo, trama do SBT. Valeu a pena. Ganhou valiosa visibilidade na maior vitrine da televisão brasileira.

Nos últimos seis meses, Renata Bras também atraiu holofotes no teatro. Foi destaque no recém-encerrado musical Hebe. Interpretou uma das rainhas da comédia brasileira, a saudosa Nair Bello (1931-2007).

A atriz, que tem 25 anos de carreira, conversou com o blog a respeito deste momento especial em sua vida.

A atriz no papel de Cleonice, a amante do piloto vivido por Falabella em ‘Brasil a Bordo’
A atriz no papel de Cleonice, a amante do piloto vivido por Falabella em ‘Brasil a Bordo’
Foto: César Alves/TV Globo
Renata Bras como Nair Bello no musical ‘Hebe’ e vivendo a Irmã Bene de ‘Carinha de Anjo’
Renata Bras como Nair Bello no musical ‘Hebe’ e vivendo a Irmã Bene de ‘Carinha de Anjo’
Foto: Reprodução


Como foi essa primeira temporada do musical Hebe?
Uma linda temporada de sucesso e emoção, que ficará com gosto de quero mais. Conheci Hebe pessoalmente. Estive três vezes no programa dela. Duas para divulgar peças e uma dançando como bailarina da cantora americana Gloria Gaynor. Eu gostava de ver o programa.

Onde buscou referências para interpretar uma mulher tão especial como Nair Bello?
Eu me inspirei muito vendo os vídeos de Nair, observando seus gestos, sua voz e, principalmente, o seu jeito debochado. Sinto-me honrada. Foi um presente interpretar Nair Bello, e uma responsabilidade também.

Como se preparou para a maratona de apresentações?
Fazer qualquer musical exige muita disciplina, cuidados com o corpo e a voz. A minha maior dificuldade foi no começo para encontrar a ‘minha’ Nair, sem deixá-la caricata, e a maior recompensa foi o riso do público. Como diria a própria Nair: “Porra!”

Quais lembranças do período em que se dedicou ao seriado Brasil a Bordo?
As gravações foram incríveis. Que experiência! Tenho muita saudade, as melhores recordações com um elenco dos sonhos. Às vezes custava cair a ficha estar atuando entre eles. Luis Gustavo, Marcos Caruso, Ney Latorraca, Stella Miranda... Novamente em cena com Arlete Salles, com quem atuei no musical Hairspray... Sinto saudade da convivência com todos. Com o Miguel já é meu quinto trabalho. Tornou-se uma espécie de guru para mim. Amo trabalhar com ele.

Como foi fazer parte do elenco da novela Carinha de Anjo, do SBT?
Amei fazer Carinha de Anjo. Foi algo diferente de tudo o que fiz. Interpretar uma freira divertida e ficar rodeada de crianças incríveis... Aprendi tanto com elas!

Atrizes são cobradas para apresentar uma aparência impecável. Sente essa pressão?
Existe uma cobrança forte com relação a isso. Vejo o lado bom, porque preciso estar atenta para me alimentar melhor e me exercitar. Com isso, não é só minha aparência que ganha, mas minha saúde também.

Fonte: Especial para Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade