3 eventos ao vivo

Obsessão por fama nas redes sociais virou doença grave

Transmissão em tempo real de massacres e suicídios ressalta a epidemia de transtornos mentais no planeta

15 mar 2019
15h22
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

“Só há uma coisa no mundo pior do que se ver transformado em alvo de rumores. É não despertar rumor algum”, escreveu o dramaturgo irlandês Oscar Wilde, autor do romance sobre narcisismo doentio O Retrato de Dorian Gray.

Hoje, o que mais se vê são pessoas inconformadas com o próprio anonimato.

Enquanto muitas pessoas buscam fama virtual, outras agem para difamar artistas e anônimos
Enquanto muitas pessoas buscam fama virtual, outras agem para difamar artistas e anônimos
Foto: Reprodução/SkyNews

Elas fazem o possível para conseguir fama. Nem que seja má fama.

As redes sociais são uma plataforma eficiente para quem busca os tais 15 minutos de popularidade profetizados pelo artista norte-americano Andy Warhol.

Pelo Facebook, Instagram e Twitter promove-se a superexposição da própria vida e a invasão da privacidade dos outros, sejam eles celebridades ou desconhecidos.

A deformação social vai além: pessoas com distúrbios mentais passaram a transmitir acontecimentos terríveis. Alguns já exibiram o próprio suicídio.

Há outro perfil, o dos assassinos midiáticos, como o australiano que massacrou dezenas de muçulmanos numa mesquita da Nova Zelândia com uma câmera ligada na cabeça, a fim de mostrar ao mundo seu ato de monstruosidade.

O que eles desejam com esses atos tenebrosos é viralizar sua imagem para ganhar fama instantânea, ainda que póstuma.

Especialistas em psiquiatria e crimes de ódio explicam que esses extremistas agem motivados por baixa autoestima, incapacidade de lidar com frustrações, inveja, intolerância e falta de empatia.

São os mesmos sentimentos nocivos que fazem tanta gente cometer cyberbullying.

Muitos desses indivíduos deveriam estar medicados e sob tratamento psicoterápico.

No fundo, são almas tristes incapazes de produzir a própria felicidade e revoltados com a felicidade alheia.
...

 

Veja também:

'Sou acusada de sequestrar meu próprio filho branco adotado'
Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade