1 evento ao vivo

Novelas inéditas perdem status: povo vibra com reprises

Reapresentações na TV aberta e no canal Viva 'bombam' enquanto Globo tenta salvar tramas interrompidas

17 ago 2020
12h47
atualizado às 12h47
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O retorno de Amor de Mãe e Salve-se Quem Puder virou uma novela. A retomada das gravações foi adiada algumas vezes e o número de capítulos drasticamente reduzido. O conteúdo artístico acabou sacrificado por conta do temor de contaminação de atores e da equipe pelo novo coronavírus. As produções voltaram a ser gravadas nos Estúdios Globo, no Rio, porém a transmissão será apenas em 2021.

Acima, Lurdes (Regina Casé), Vitória (Taís Araújo) e Thelma (Adriana Esteves), de Amor de Mãe; abaixo, Eliza (Marina Ruy Barbosa) de Totalmente Demais, e Griselda (Lília Cabral) e Tereza Cristina (Christiane Torloni) de Fina Estampa
Acima, Lurdes (Regina Casé), Vitória (Taís Araújo) e Thelma (Adriana Esteves), de Amor de Mãe; abaixo, Eliza (Marina Ruy Barbosa) de Totalmente Demais, e Griselda (Lília Cabral) e Tereza Cristina (Christiane Torloni) de Fina Estampa
Foto: Fotomontagem: Blog Sala de TV

Os noveleiros da emissora não parecem ansiosos com a conclusão das duas tramas. Estão entretidos com as edições especiais de Novo Mundo, Totalmente Demais e Fina Estampa. A comédia romântica das 19h registra audiência maior do que a da exibição original: média de 29 pontos agora contra os 27 de quatro anos atrás.

O folhetim das 21h, produzido em 2003, está à frente no Ibope da inédita Amor de Mãe. Fina Estampa tem média de 33 pontos, ante os 30 pontos da primeira fase do folhetim interrompido. Essa diferença representa 600 mil telespectadores a mais na faixa das 9 da noite somente na Grande São Paulo.

Até a cúpula do canal foi surpreendida com tais resultados. O que era para ser mero remendo na programação por conta da paralisação dos trabalhos devido à pandemia virou caso de sucesso de audiência e êxito comercial. O público aceitou bem as reprises e até passou a fazer campanha na internet para que suas novelas preferidas também sejam reapresentadas.

Esse fenômeno na Globo espelha o sucesso dos repetecos no canal Viva, líder de audiência da TV paga. No momento, O Clone (de 2001), Brega & Chique (1987) e Chocolate com Pimenta (2003) apresentam ótimos índices. Outro exemplo positivo está no Vale a Pena Ver de Novo. Êta Mundo Bom (2016) já marcou a impressionante média de 25 pontos em um capítulo e frequentemente atrai mais telespectadores do que a trama das 18h.

As próximas edições especiais na emissora carioca serão Flor do Caribe, Haja Coração e A Força do Querer. A expectativa é de repercussão igualmente favorável no Ibope e no mercado publicitário. Apesar do caos promovido pela pandemia de covid-19 nos canais de TV, a Globo mantém o status e a rentabilidade de sua teledramaturgia.

Veja também:

O chef premiado que valoriza peixes considerados menos nobres
Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade