PUBLICIDADE

De olho em 2022, Huck sob ataque da direita e da esquerda

Apresentador com pretensão presidencial vira alvo de quem se incomoda com seu projeto político

15 jun 2020 10h39
ver comentários
Publicidade

O caldeirão de Luciano Huck está fervendo. Nos últimos dias, ele foi criticado por um famoso representante da direita bolsonarista e um influente jornalista ligado à esquerda lulista.

Luciano Huck entre Marcelo de Carvalho, Bolsonaro, Lula e Kennedy Alencar: críticas de todos os lados contra o potencial presidenciável
Luciano Huck entre Marcelo de Carvalho, Bolsonaro, Lula e Kennedy Alencar: críticas de todos os lados contra o potencial presidenciável
Foto: Divulgação e Reprodução/YouTube

A primeira reação resultou de uma proposta lançada pelo apresentador no Twitter. Ele sugeriu que o auxílio emergencial de 600 reais aos brasileiros seja convertido em benefício contínuo.

"A pandemia escancarou a urgência de viabilizar um auxílio permanente capaz de garantir dignidade aos mais pobres. O movimento ‘Renda Básica que Queremos’ ataca a cruel desigualdade do Brasil com afeto e eficiência. Bora apoiar”, escreveu.

O vice-presidente da RedeTV!, Marcelo de Carvalho, protestou na mesma rede social. "Essa proposta do Luciano Huck é absurda, desastrosa. O que o brasileiro quer é emprego digno, bem remunerado, que só se consegue com a economia de mercado e fortalecimento das empresas, e não uma esmola do estado. É uma pena que nos dias de hoje ainda haja essa mentalidade", tuitou o empresário apoiador do presidente Jair Bolsonaro.

No sábado (13), o líder em audiência nas tardes da televisão brasileira voltou a ser contestado. Desta vez, com veemência revestida de fúria. Huck usou trecho de um texto do dramaturgo irlandês gay Oscar Wilde para destacar a importância da crença em justiça social a todos.

"Um mapa mundi que não inclua a utopia, nem vale a pena ser visto, pois deixa de fora o único país onde a humanidade está sempre aportando. E quando a Humanidade chegar lá, olha para o horizonte e, ao avistar outro país melhor, parte. O progresso é a realização de utopias", reproduziu o apresentador, com alguns erros ortográficos.

"Canalha!", reagiu o jornalista Kennedy Alencar, ex-apresentador e comentarista de política da RedeTV! e do SBT. "Você é um babaca oportunista. Não merece  participar do debate público", postou. "Você apoiou Bolsonaro", escreveu ao final da mensagem.

Em seu blog e nas redes sociais, Kennedy se coloca como crítico contumaz de Bolsonaro e dos movimentos conservadores. Abertamente de esquerda, ele é um dos jornalistas com melhor relação com o ex-presidente Lula, a quem entrevistou várias vezes nos últimos anos.

O próprio Lula também já atacou Huck. "A Globo, depois de lançar o Bolsonaro, agora vai lançar o Caldeirão do Huck", disse, ao discursar em evento de comemoração dos 40 anos do PT. Um mês antes, o ex-presidente havia feito um primeiro afrontamento. "O Luciano Huck não representa a centro-esquerda. Ele representa a Central Globo de Televisão."

Em outubro de 2019 foi Jair Bolsonaro quem mirou contra o comunicador. "Alguém acha que o povo vai votar no pau mandado da Globo?", questionou. Anteriormente, Huck havia manifestado decepção com os primeiros meses de mandato do atual presidente. "Não deu certo", concluiu em uma palestra a estudantes de Vila Velha, no Espírito Santo.

Na Globo desde 2000, o apresentador demonstra interesse em abandonar a televisão para tentar a Presidência da República em 2022. O projeto inicial era se candidatar em 2018, mas ele desistiu a fim de ampliar os contatos político-partidários.

Quem critica Huck geralmente o vê como "candidato da Globo" e "representante da elite empresarial e econômica" do País. A cúpula do Grupo Globo deu sinais de que fará o possível para dissociar seu principal canal de TV de uma possível candidatura do apresentador ao Palácio do Planalto.

Apesar da politização de seu apresentador, o Caldeirão do Huck mantém liderança confortável no Ibope. Em maio, o programa marcou média de 16.7 pontos. Este índice equivale a 3,4 milhões de telespectadores somente na Grande São Paulo, principal área de aferição de audiência do País.

Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
Publicidade
Publicidade