PUBLICIDADE

Ativista rejeita mensagem pró-LGBT+ de Neymar: “Hipocrisia”

Agripino Magalhães denunciou o jogador do PSG por crime de homofobia e exige que ele seja punido

19 mai 2021 14h15
ver comentários
Publicidade

Desde junho de 2020, o militante Agripino Magalhães, de São Paulo, trava uma guerra contra Neymar Jr. Ele denunciou o atleta ao Ministério Público após áudio vazado de conversa ao celular do jogador com amigos. A gravação contém ameaças e citações homofóbicas contra Tiago Ramos, namorado na ocasião da mãe do craque, Nadine.

O militante Agripino Magalhães e Neymar com o uniforme ‘gay-friendly’ do PSG: “Ele quer limpar a barra”
O militante Agripino Magalhães e Neymar com o uniforme ‘gay-friendly’ do PSG: “Ele quer limpar a barra”
Foto: Fotomontagem: Blog Sala de TV

No domingo (16), antes da partida entre o Paris Saint-Germain e o Reims no Parc des Princes, em Paris, Neymar fez um post nos Stories do Instagram. A foto mostrava a camisa de seu uniforme com o número 10 nas cores do arco-íris, em referência à bandeira LGBT+.

Foi uma homenagem do time francês ao Dia Internacional contra a LGBTfobia, comemorado em 17 de maio. “Respeito é bom e todo mundo gosta”, legendou o atacante. Ele incluiu a hashtag #nãoahomofobia. A postagem gerou comentários positivos e também críticas de quem não acreditou na boa intenção.

“Foi hipocrisia”, afirma Agripino Magalhães. “Neymar quer apenas limpar a própria barra. Sabe que estamos empenhados em fazer justiça em relação às declarações homofóbicas, LGBTfóbicas dele. Falas que matam pessoas todos os dias”, diz.

O post de Neymar no Instagram: o jogador que tem amigos gays está sendo acusado de homofobia
O post de Neymar no Instagram: o jogador que tem amigos gays está sendo acusado de homofobia
Foto: Reprodução

O ativista gay, que também é suplente de deputado estadual em SP, atua para que o jogador seja responsabilizado por incitação ao crime de ódio e formação de quadrilha em função das declarações polêmicas contra o então padrasto, amplamente repercutidas pela imprensa e nas redes sociais.

“Agora ele sabe da força da comunidade LGBT+ e não quer ser criminalizado”, opina Agripino. “Eu, como representante de gays, lésbicas, transexuais e outras minorias discriminadas, não vou deixar barato”, avisa. Apoiado pelo advogado Angelo Carbone, o militante já denunciou outros famosos por falas também consideradas preconceituosas e ofensivas. Entre eles, o apresentador Sikêra Jr., da RedeTV.

Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
Publicidade
Publicidade