6 eventos ao vivo

Retrospectiva 2020: confira as 10 melhores séries do ano

Equipe do Terra seleciona as melhores produções audiovisuais do ano que você não pode deixar de assistir

21 dez 2020
12h14
atualizado em 24/12/2020 às 09h00
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Ao longo dos 12 meses que passamos juntos, sugerindo filmes e séries nas mais variadas plataformas de streaming, nós assistimos conteúdos de qualidade. E para fechar 2020 com chave de ouro, nós separamos as melhores produções do ano, de diversos gêneros. É quase como um Emmy informal com curadoria da equipe do Portal Terra do que você não pode deixar de assistir.

 

Nessa seleção, levamos em consideração produções que entregaram um entretenimento de qualidade e que tiveram grande repercussão após o seu lançamento, como O Gambito da Rainha (Netflix). Pensamos também nas obras que instigaram boas discussões, como I May Destroy You e Insecure, da HBO, e Bom dia, Verônica (Netflix) , e as que comoveram os fãs e trouxeram nova vida para franquias já de sucesso, caso de The Mandalorian (Disney +). 

Não é fácil reduzir o ano de 2020 a somente 10 séries – por isso até sugerimos um bônus no fim do texto. Mas com esse ranking informal, assistido e aprovado, desejamos que você possa também se sentir inspirado por essas histórias que valeram a pena ser contadas. 

Anya Taylor-Joy como Beth Harmon
Anya Taylor-Joy como Beth Harmon
Foto: PHIL BRAY/NETFLIX / Divulgação

O Gambito da Rainha (Netflix)
Em um orfanato do Kentucky nos anos 1950, uma garota descobre um talento impressionante para o xadrez enquanto luta contra o vício e os problemas que acompanham a sua genialidade. Baseada no romance de Walter Tevis, a minissérie foi escrita e dirigida por Scott Frank, duas vezes indicado ao Oscar.

Pequenos incêndios por toda parte  (Amazon)
Baseado no best-seller de 2017 de Celeste Ng, Little Fires Everywhere segue os destinos entrelaçados da perfeita família Richardson e uma enigmática família de mãe e filha que mudam as vidas de todos. A história explora o peso dos segredos, a natureza da arte e da identidade, questões da maternidade - e o perigo de acreditar que seguir as regras pode evitar um desastre.

I May Destroy You (HBO)
Série original da HBO que tem Michaela Coel como protagonista, roteirista e produtora executiva, I MAY DESTROY YOU explora questões relacionadas ao consentimento sexual na vida contemporânea e como, no atual cenário de encontros e relacionamentos, é feita a distinção entre liberdade e exploração. 

Neste romance sem sensacionalismos, acompanhamos os encontros e desencontros de Marianne e Connell
Neste romance sem sensacionalismos, acompanhamos os encontros e desencontros de Marianne e Connell
Foto: IMDB / Reprodução

Normal People (Stazplay)
Neste romance sem sensacionalismos, acompanhamos os encontros e desencontros de Marianne e Connell, dois jovens de origens distintas que acabam se apaixonando um pelo outro durante diferentes fases da vida, como o ensino médio em uma pequena cidade da Irlanda e a universidade em Dublin.

Terror e ficção científica apresentam os horrores, o pioneirismo e a luta pela sobrevivência vividos por uma família afro-americana na década de 1950
Terror e ficção científica apresentam os horrores, o pioneirismo e a luta pela sobrevivência vividos por uma família afro-americana na década de 1950
Foto: HBO / Divulgação

Lovecraft Country (HBO)
Com Misha Green como showrunner, esta a série une elementos de terror e ficção científica para apresentar os horrores, o pioneirismo e a luta pela sobrevivência vividos por uma família afro-americana na década de 1950 durante a vigência das leis de segregação racial. 

Pedro Pascal em 'O Mandaloriano', série original do Disney +
Pedro Pascal em 'O Mandaloriano', série original do Disney +
Foto: IMDB / Reprodução

The Mandalorian (Disney +)
Din Djarin (Pedro Pascal) é um guerreiro solitário que trabalha como caçador de recompensas. Ele embarca numa jornada pelos territórios esquecidos da galáxia, logo após a queda do Império e antes da criação da temida Primeira Ordem.

Tainá Müller é a escrivã Verônica em 'Bom dia, Verônica', primeiro thriller nacional da Netflix
Tainá Müller é a escrivã Verônica em 'Bom dia, Verônica', primeiro thriller nacional da Netflix
Foto: Suzanna Tierie/Netflix / Divulgação

Bom dia, Verônica (Netflix)
Verônica Torres tem um trabalho burocrático na Delegacia de Homicídios de São Paulo. Após presenciar um suicídio, alguns traumas do passado vêm à tona. Na mesma semana, ela recebe um telefonema anônimo de uma mulher desesperada, com a vida em perigo. Determinada, ela decide usar toda sua habilidade investigativa para mergulhar nos casos das duas mulheres: a jovem suicida enganada por um golpista na internet e a esposa subjugada pelo marido, um inteligente serial killer. Ao se aprofundar nas investigações, Verônica encara um mundo perverso, que põe em risco sua família e sua própria existência.

The Boys (Amazon)
Quando a fama sobe à cabeça, alguns super-heróis passam a se corromper e usar seu status para se promoverem ainda mais. Uma equipe da CIA foi, então, preparada para cuidar do caso. Conhecidos como "Os Meninos", os agentes têm a missão de vigiar o trabalho dessas personalidades, assim como controlar o surgimento de novos heróis.

Insecure (HBO)
Produzida e protagonizada por Issa Rae, indicada ao Emmy® e ao Globo de Ouro®, esta comédia retrata a vida de duas amigas negras que transitam por universos diferentes em Los Angeles. Ao longo dos episódios, dirigidos por Prentice Penny, elas lidam com experiências cotidianas desagradáveis envolvendo carreira, relacionamentos amorosos e racismo. 

'Insecure' retrata a vida de duas amigas negras que transitam por universos diferentes em Los Angeles.
'Insecure' retrata a vida de duas amigas negras que transitam por universos diferentes em Los Angeles.
Foto: IMDB / Reprodução

 A Vida e a História de Madam C.J. Walker (Netflix) 
Conheça a história de uma mulher negra americana que luta contra a pobreza e contra as adversidades da vida para se tornar uma empresária de sucesso.

Menção honrosa

A temática da quarentena foi material de inspiração para inúmeras produções em 2020. Foram tempos difíceis, de muitas incertezas, e que se perpetuam com a espera da vacina no Brasil. Por isso, nossa seleção conta com esse conteúdo bônus. A série do Bruno Mazzeo tratou do isolamento social com leveza, exatamente o que precisamos durante esse período.

O apartamento de Joana Jabace e Bruno Mazzeo se transformou em set de gravação e agora é o loft de Murilo, protagonista de Diário de um Confinado
O apartamento de Joana Jabace e Bruno Mazzeo se transformou em set de gravação e agora é o loft de Murilo, protagonista de Diário de um Confinado
Foto: Globo / Glauco Firpo / Divulgação

Diário de um Confinado (Globoplay)
Com o anúncio do isolamento social para conter a pandemia de Covid-19, Murilo (Bruno Mazzeo) se vê obrigado a tocar sua vida dentro de casa. Seus compromissos pessoais e profissionais passam a ser todos remotos: a terapia, a reunião do condomínio, o encontro com os amigos.

Quer fazer a sua sugestão? Deixe nos comentários o nome da série que você acha que foi uma das melhores de 2020.

Reveja também:

Bom dia, Verônica: elenco discute violência doméstica

 

Fonte: Equipe portal
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade