PUBLICIDADE

Obra de Drummond deixa de ser publicada pela Companhia das Letras

Editora justifica "não ver possibilidade de aceitar os termos de renovação do contrato"

26 ago 2021 08h43
| atualizado às 12h36
ver comentários
Publicidade

A editora Companhia das Letras informou que deixará de publicar a obra do poeta Carlos Drummond de Andrade, o que faz desde 2011. "A editora informa, com tristeza, que, por não ver possibilidade de aceitar os termos de renovação do contrato, decidiu deixar de publicar a obra de Drummond", afirma, em um comunicado, sem entrar em detalhes sobre os empecilhos.

No período de 10 anos, foram lançados 54 títulos, incluindo poesia, crônica, diários, antologias e livros infantis. "Nossa coleção contou com conselho consultivo, projeto gráfico especial, novo estabelecimento de texto e posfácios encomendados para as edições, assinados por críticos e escritores que jogavam luz sobre a relevância de um dos principais poetas de língua portuguesa", continua a editora, no comunicado, informando ainda que os livros ficarão disponíveis por seis meses.

Os direitos autorais da obra de Drummond também não serão mais representados pela Agência Riff, que representou o poeta por 20 anos. "Os assuntos relativos à obra e aos direitos autorais de Carlos Drummond de Andrade devem ser tratados, a partir de agora, diretamente com Luis Maurício Graña Drummond e Pedro Graña Drummond, proprietários dos direitos autorais e netos do grande escritor", disse a agência, em nota.

Antes da Companhia das Letras, a obra de Drummond era editada pela Editora Record, com alguns títulos saindo ainda pela Cosac Naify.

Estadão
Publicidade
Publicidade