URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul
Música

Lançamento no Showlivre! Assista Luê apresentar "Verão no Pará"

3 abr 2024 - 12h00
Compartilhar

Com formação clássica em violino, Luê integrou a Orquestra Sinfônica da Escola de Música da Universidade Federal do Pará, local em que aprofundou seus estudos como instrumentista, iniciados durante a infância no Conservatório Carlos Gomes, ambos em Belém. Paralelamente à formação erudita, a cantora sempre dialogou com a música de sua região, por influência familiar: Luê é filha de Júnior Soares, um dos fundadores do Arraial do Pavulagem, grupo voltado para a pesquisa, produção e valorização da cultura popular do Estado do Pará. Não por acaso, foi na tradicional festa da Marujada de São Benedito, na cidade de Bragança, no nordeste paraense, que Luê teve o seu primeiro contato com a rabeca, instrumento que se tornou a marca registrada de suas apresentações, considerado o “avô” do violino.
Seu primeiro disco “A Fim de Onda” (2013), foi saudado pelo jornalista Mauro Ferreira como “um dos melhores discos brasileiros do primeiro bimestre de 2013” e circulou pelo Circuito Sesc e Virada cultural de São Paulo.
Em 2017 Luê lançou seu segundo disco “Ponto de Mira”, também patrocinado pela Natura Musical, com o qual circulou até meados de 2019, quando iniciou nova fase com singles mais dançantes e energéticos como “Virou o Zoinho (VICIEI)” e “Mais Gostoso Lento”, ambas com produção musical de Mateo, integrante da banda Francisco, el hombre.Luê ainda colaborou com artistas como Luísa e os Alquimistas, Curumim, Giovani Cidreira, Serena Assumpção, Sebastianismos, o canadense-haitiano Vox Sambou, entre outros.

Show Livre
Publicidade
Publicidade