2 eventos ao vivo

"Todo mundo brinca com esse nome", diz grupo Turma do Pagode

12 jul 2012
17h05
atualizado em 24/7/2012 às 12h22
  • separator

O Terra Live Music desta quinta-feira (12) recebeu o grupo Turma do Pagode. À Lorena Calábria, os integrantes falaram dos quase 20 anos de carreira, das músicas marcantes e do nome "original" do grupo. "Todo mundo brinca com a gente, é um nome sugestivo, que marca. Uma turma que gosta de tocar pagode", esclareceu o vocalista Leíz.

Depois de iniciarem com a música Toma Jeito Coração, os integrantes falaram sobre os nomes do grupo. Antes de se tornarem Turma do Pagode, a banda se chamava Arte D'Amar, nome que durou sete anos. "Na época o Arte Popular estava no auge e pegamos carona e resolvemos colocar o nome parecido", brincou.

O nome Turma do Pagode foi um presente de Netinho de Paula, em 2001, um dos grandes incentivadores. O grupo é formado por Leíz, Leandro Filé, Rubinho, Thiagão, Marcelinho TDP,Neni Arte, Fabiano Art e Caramelo.

Mas a maioria dos integrantes já está há mais tempo na estrada. Leíz iniciou a carreira aos 12 anos no grupo Prova de Amor. Até que recebeu o convite para fazer parte da equipe do Arte D'Amar, em 1994. A primeira apresentação da banda foi em uma festa organizada pela mãe de um dos integrantes do Arte Popular. "A partir daí, percebemos que tínhamos potencial para seguir em frente", disse Leandro Filé.

Os integrantes contaram que já receberam músicas que no início eles pensaram que seriam "mais uma", mas depois se tornaram grandes hits da banda. "A Gente já não rola, por exemplo, recebemos somente a melodia. E achamos fantástica. Depois a deixamos do nosso jeito e se tornou sucesso", lembrou Marcelinho.

Entre as músicas executadas no Terra Live Music, estavam O Céu estava lá; Selinho; Beijo roubado; A gente tem tudo a ver e Lancinho, esta a mais nova música de trabalho do grupo. Os músicos contaram algumas curiosidades sobre a Turma do Pagode. Thiagão lembrou que uma das canções de maior sucesso, Camisa 10, demorou para ser liberada pelo autor, Charles André, que fazia parte do grupo Os Morenos. "Nossa, ele não queria liberar de jeito nenhum. E quando ouvimos pela primeira vez, sabíamos que ela tinha que ser nossa. Mas conversei tanto com Charles, pedi tanto, que ele acabou liberando", afirmou.

Os integrantes também falaram da parceria com Netinho de Paula. "Antigamente tocávamos muito em rodas de pagode na extinta casa de shows Consulado da Cerveja (cujo dono era o ex-vocalista do Negritude Jr.). Ele nos assistiu e nos convidou para fazer parte de um projeto chamado Turma do Pagode, mas ainda éramos o Arte D'Amar. Depois de participarmos da gravação de um DVD, gostamos do nome e mudamos. Isso foi em 2001", explicou Marcelinho.

Lorena Calábria questionou aos músicos se ainda falta algo para eles conquistarem. Todos disseram que estão felizes com tudo que já aconteceu na vida de cada um. "Mas sempre queremos mais. Graças a Deus tudo é realizado no tempo certo. Cada conquista nossa é importante. Estar aqui no Terra Live Music pela primeira vez, é uma conquista", comemorou Filé.

Som das Multidões
A Turma do Pagode irá lançar nos dias 27 e 28 de julho, no Credicard Hall, em São Paulo, o DVD Som das Multidões, gravado em fevereiro. Os músicos falaram de como foi a preparação. "É o nosso segundo DVD. Ensaiamos demais, quebramos a cabeça para escolher o repertório. É um processo chato e democrático. Demoramos três meses para finalizar tudo, mas ficou perfeito, graças a Deus", lembrou Leíz.

Após o lançamento do DVD, A Turma do Pagode irá sair em turnê pelo Brasil.

Toma Jeito Coração, por Turma do Pagode
Fonte: Terra
publicidade