PUBLICIDADE

O motivo revelado sobre a separação de Daryl Hall e John Oates 

27 nov 2023 - 06h31
Compartilhar
Exibir comentários

Um das mais bem sucedidas duplas do pop e R&B, Daryl Hall e John Oates chegou ao fim após mais de cinco décadas de parceria, 18 discos lançados entre 1972 e 2006 com mais de 40 milhões de cópias vendidas em todo o mundo.

Seus grandes sucessos se tornaram verdadeiros clássicos nos anos 1980 como Kiss on My List, Private Eyes, I Can't Go for That (No Can Do), Maneater, One On One e Out of Touch.

Foto: Divulgação / The Music Journal

Dary Hall está processando John Oates por seus planos de vender sua parte de direitos autorais em uma joint venture. O cantor de 77 anos está envolvido em uma batalha judicial contra seu ex-parceiro musical após apresentar uma denúncia no último dia 16, bem como um pedido de ordem de restrição temporária.

Direitos autorais em disputa

Embora a maioria dos detalhes do caso tenham sido selados, Hall pretende impedir que Oates venda sua participação na Whole Oats Enterprises LLP para a Primary Wave IP Investiment Management LLC até que um árbitro neutro seja consultado.

A Primary Wave, que já adquiriu direitos autorais sobre obras de nomes como John Lennon, Steve Tyler (Aerosmith), Def Leppard, Chicago, Bob Marley, Alice Cooper, Culture Club e Prince, está com um "interesse significativo" na música de Hall & Oates há mais de 15 anos.

De acordo com o processo, Daryl Hall abriu um processo de arbitragem em 9 de novembro contra John Oates e outros réus no processo, além de Aimee Oates, esposa de John, e Richard Flynn, em suas funções como co-curadores da Whole Oats Enterprises.

Ainda segundo o processo, a equipe de John Oates assinou uma carta de intenções com a Primary Wave Music para a venda do catálogo da dupla e afirma que seu acordo comercial foi comunicado à Primary em uma violação de uma cláusula de confidencialidade.

O caso será julgado em um audiência no tribunal na próxima quinta-feira (30), nos EUA.

"Não tenho planos de trabalhar com John. Quero dizer, tanto faz. O tempo dirá", iniciou Daryl Hall em uma entrevista ao Los Angeles Times. "As percepções mudaram, a vida mudou, tudo mudou. Estou mais interessado em seguir meu próprio mundo. E o João também. Isso me leva de volta ao que eu estava dizendo sobre duplas. Não poderia apenas dizer o que penso, tive que acrescentar o que ele pensa", concluiu o músico.

The Music Journal The Music Journal Brazil
Compartilhar
Publicidade
Publicidade