0

Neil Peart, o virtuoso baterista do Rush, morre aos 67 anos

Músico estabeleceu um novo padrão de estilo preciso no rock n' roll mundial

10 jan 2020
18h40
atualizado às 19h43
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Neil Peart, o virtuoso baterista da banda canadense Rush, conhecido por estabelecer novos padrões de virtuosidade na era do rock and roll clássico, morreu aos 67 anos. Ele tinha câncer no cérebro, e vinha lutando contra a doença por três anos. A informação foi divulgada pela revista americana Rolling Stone.

O músico frequentemente citava Keith Moon, o intenso baterista do The Who, como seu ídolo. Peart se juntou ao cantor e baixista Geddy Lee e ao guitarrista Alex Lifeson no Rush em 1974, e seu estilo único na bateria e suas letras complexas ajudaram a fazer do trio uma das bandas mais adoradas da sua era. Peart, um autodidata nas baquetas, foi também um escritor talentoso, com diversos livros publicados.

Em um comunicado divulgado na tarde desta sexta-feira, 10, Lee e Lifeson se referiram a Peart como um "amigo, um irmão de alma e um companheiro de banda por 45 anos" e que ele foi "incrivelmente forte" na sua batalha com um tipo muito agressivo de câncer. "Pedimos que amigos, fãs e a mídia respeitem a necessidade da família por paz e privacidade nesse tempo de dor extrema. Quem quiser expressar suas condolências pode procurar um centro de pesquisa sobre câncer ou instituição de caridade e fazer uma doação em nome de Neil Peart. Descanse em paz, irmão", diz ainda a nota.

O Rush fez sua turnê final em 2015, e de lá para cá Peart se dedicou a passar tempo com sua esposa, Carrie Nuttal, e com a filha Olivia, além de tratar da doença. Em 1997, sua outra filha, Selena, morreu num acidente de carro - poucos meses depois, a mãe de Selena e companheira do baterista por 23 anos, Jackie, também sucumbiu para um câncer. Na época, Peart se afastou do Rush, voltando para a banda em 2001. O baterista nasceu e cresceu em Port Dalhousie, um subúrbio a cerca de 100 quilômetros de Toronto.

Entre colegas e fãs que usaram as redes sociais para expressar seu pesar, estão os músicos Kirk Hammett, Genne Simmons, Peter Frampton, Chuck D e Brian Wilson.

Veja também:

Nos Bastidores: Di Ferrero fala sobre o 'Di Boa Sessions'
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade