PUBLICIDADE

Courtney Love e Dave Grohl selam a paz após anos de brigas

11 abr 2014 - 13h42
(atualizado às 13h45)
Ver comentários

Após décadas de brigas judiciais (e pessoais) pelos direitos autorias do Nirvana, Courtney Love e Dave Grohl selaram a paz na cerimônia do 29º Rock and Roll Hall of Fame, na noite de quinta-feira (10), em Nova York (EUA). Em meio a homenagens ao Kiss e ao grupo liderado por Kurt Cobain, Courtney e Grohl deram um abraço no palco do evento.

Na ocasião, Michel Stipe, ex-R.E.M., chamou para o hall da fama o Nirvana, que foi representado pelo ex-baterista Dave Grohl e pelo ex-baixista Krist Novoselic. Os músicos, então, subiram ao palco ao lado de Courtney, Wendy O'Connor e Kimberly Cobain, viúva, mãe e irmã de Kurt Cobain, que morreu em 1994.

Após discursos comoventes, Courtney e Grohl se abraçaram e colocaram um ponto final nas longas brigas. "Eu tenho um grande discurso, mas não vou repetí-lo. Essas pessoas para as quais estou olhando são a minha família. Todos vocês. Irmão Michael, irmão Krist, vovó Wendy, senhor Grohl... David", disse a cantora.

"Eu apenas gostaria que Kurt estivesse aqui para sentir isso, viver isso. Há 20 anos talvez ele não se sentisse assim, mas hoje ele realmente teria gostado. Ele gostaria de ver Krist, Dave, Michael, sua mãe e irmã aqui. Quero oferecer isso para nossa filha Frances, que não está aqui porque está doente", acrescentou Courtney.

Mais tarde, a cantora ainda publicou em seu Twitter uma foto do abraço, com a legenda: "a parte mais mágica da noite. Obrigada Dave, eu te amo. Sei que isso o fez sorrir lá em cima".

"Os Foo Fighters são gays"
Um dos “barracos” protagonizados por Courtney Love contra Dave Grohl aconteceu no Brasil, no SWU de 2011, realizado em Paulínia, no interior de São Paulo. Na ocasião, a vocalista fez um show com a banda Hole, e aproveitou para alfinetar o desafeto. "Ele tem um monte de dinheiro. Ele não precisa pegar comida da mesa da minha filha (Frances). Eu tenho meu dinheiro. Mas e minha filha? E a mãe do Kurt?", bradou ela.

A líder do Hole novamente viu a foto do líder no Nirvana e finalizou: "vá a um show do Foo Fighters e mostre essa droga". Após deixar o palco, mais um capítulo do stand-up. Uma pessoa foi ao microfone e pediu para que o público gritasse "os Foo Fighters são gays" para que Courtney retomasse o show. Enquanto os seguidores da banda fizeram o "combinado", era nítido que a plateia já se esvaziava após tanto teatro e pouca música.

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade