2 eventos ao vivo

Autoridades dos EUA confirmam que Chris Cornell se suicidou

18 mai 2017
16h55
atualizado às 17h20
  • separator
  • comentários

Um médico legista confirmou nesta quinta-feira (18), em Detroit, nos Estados Unidos, que Chris Cornell, vocalista dos grupos Soundgarden e Audioslave, se suicidou, informaram veículos de imprensa americanos.

"Com base em nossas observações, investigamos o ocorrido como um possível suicídio", assinalou Michael Woody, diretor de comunicações da polícia de Detroit, segundo jornal "Detroit Free Press". "Não vamos comentar especificamente os motivos", acrescentou Woody.

Chris Cornell
Chris Cornell
Foto: Jason Kempin / Getty Images

As autoridades receberam um telefonema de emergência por volta da meia-noite procedente de um amigo de Cornell, que foi verificar o estado do artista em seu quarto no hotel MGM Grand, em Detroit, onde o encontrou inconsciente no chão do banheiro.

Outro porta-voz do departamento de polícia de Detroit indicou anteriormente ao jornal que o corpo do músico, de 52 anos, foi encontrado com uma fita ao redor do pescoço.

O também vocalista do grupo Temple of the Dog estava em Detroit se apresentando com o Soundgarden, com quem tinha iniciado uma turnê pelos Estados Unidos, que começou em abril deste ano, segundo informou seu representante, Briam Bumbery.

Bumbery qualificou a morte de Cornell de "repentina e inesperada". A família e o empresário do vocalista agradecem a "seus fãs, o contínuo amor e a lealdade" que mostraram ao artista e pedem "respeito a sua privacidade neste momento".

O músico de rock alternativo e hard rock, ganhador de dois prêmios Grammy, tinha se apresentado na noite anterior no Fox Theatre em Detroit, no estado de Michigan.

Cornell nasceu em Seattle, no estado de Washington, e começou no mundo da música com 7 anos, quando começou a tocar o piano.

Sua carreira musical, dentro da cena do rock, começou em Seattle ao formar a banda Soundgarden em 1984, que teve um papel importante no movimento "grunge" dos anos 1990.

O grupo se dissolveu em 1997 e, em 2001, Cornell se juntou a três ex-integrantes do Rage Against the Machine para formar o Audioslave.

Cornell também cantou o tema do filme de James Bond "007 - Cassino Royale".

EFE   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade