0

Chris Cornell, vocalista do Soundgarden, morre aos 52 anos

18 mai 2017
06h22
atualizado às 07h18
  • separator
  • comentários

O cantor americano Chris Cornell, vocalista dos grupos Soundgarden e Audioslave, morreu na noite de quarta-feira, aos 52 anos, na cidade de Detroit (Estados Unidos), de causa ainda desconhecida, segundo informações divulgadas nesta quinta pela imprensa local.

Chris Cornell, que há alguns anos seguia em carreira solo, foi vocalista das bandas de rock Soundgarden e Audioslave
Chris Cornell, que há alguns anos seguia em carreira solo, foi vocalista das bandas de rock Soundgarden e Audioslave
Foto: Getty Images

Cornell, que também participou da banda Temple of the Dog, estava em Detroit com o Soundgarden, realizando uma turnê pelos EUA, que começou em abril deste ano, disse a "CNN", citando uma declaração do representante do artista, Brian Bumbery.

De acordo com Bumbery, a morte do cantor foi "repentina e inesperada".

"Sua esposa Vicky e sua família ficaram chocados ao saberem da notícia de sua morte repentina e inesperada e irão trabalhar estreitamente com o legista para determinar a causa" da morte, disse Bumbery na nota.

A família e o empresário do cantor agradeceram "seus fãs, o amor contínuo e a lealdade" que mostraram ao artista e pedem "que sua privacidade seja respeitada neste momento ".

Vencedor de um Grammy, o músico de rock alternativo e hard rock tinha realizado um show ontem no Fox Theatre, em Detroit.

Cornell nasceu em Seattle, no estado de Washington, e começou no mundo da música com 7 anos quando se interessou a tocar piano.

Sua carreira musical, dentro da cena do rock, teve início em sua cidade natal, quando formou o Soundgarden, em 1984, que teve um papel importante no movimento "grunge" dos anos 1990.

O grupo se dissolveu em 1997 e, em 2001, Cornell se uniu a três ex-membros do Rage Against the Machine para formar o Audioslave.

O artista também cantou o tema da filme "007 - Cassino Royale", de 2006.

Veja também:

EFE   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade