PUBLICIDADE

Viola Davis festeja primeiro Oscar vencido por cabeleireiras negras

27 abr 2021
15h51 atualizado às 15h57
0comentários
15h51 atualizado às 15h57
Publicidade
Foto: Instagram/Viola Davis / Pipoca Moderna

O Oscar que premiou a primeira atriz sul-coreana e a primeira cineasta chinesa também fez História ao consagrar as responsáveis pela maquiagem e cabelo do filme "A Voz Suprema do Blues". Mia Neal e Jamika Wilson foram as primeiras mulheres negras indicadas na categoria em 93 anos de premiação. E saíram premiadas.

Ao festejar a vitória de sua "posse" (turma), a atriz Viola Davis publicou em seu Instagram fotos da comemoração do Oscar, um vídeo com os discursos históricos da conquista e imagens do processo de maquiagem e penteado que envolveu a criação de sua personagem no filme. "Não há absolutamente nenhuma palavra para descrever o quanto estou feliz por elas", ela ainda escreveu.

Ao falar para a Vogue americana, Jamika Wilson, cabeleireira pessoal de Viola Davis desde 2008, disse que o Oscar foi uma experiência surreal, com sair do próprio corpo. "Eu não consigo acreditar nisso. É uma grande honra e bênção. Não era o meu objetivo ser indicada para um prêmio, queria apenas trabalhar e fazer o meu melhor".

Na mesma conversa, Neal revelou detalhes dos bastidores do filme. Disse que recebeu a "permissão" de Viola para focar na personagem e não na atriz. "Ela não estava preocupada em como apareceria nas filmagens. Ela queria que oferecessemos ao público a mesma experiência que Ma Rainey sentia ao cantar", contou.

Ela e Jamika Wilson trabalharam juntas por meses para chegar ao resultado exibido na Netflix. Ao todo, Neal criou mais de 100 perucas para todos os personagens, inclusive uma peça produzida com crina de cavalo, porque a verdadeira Ma Rainey usava peruca de crina de cavalo nos anos 1920. Os fios foram importados da Inglaterra e chegaram aos Estados Unidos cobertos de esterco e ovos de piolho. Para tornar o material utilizável, Neal protegeu-se com roupas de plástico, untou os cabelos com óleo inúmeras vezes e ferveu o material. Depois do processo, as mechas amoleceram, mas continuaram encaracoladas, explicando a razão da artista optar por este produto.

Além das duas profissionais, Sergio Lopez-Rivera, maquiador pessoal de Davis, também recebeu o prêmio.

"A Voz Suprema do Blues" ainda venceu o Oscar de Melhor Figurino, conquistado pela veterana Ann Roth, de 89 anos. Foi ela quem conseguiu fotos originais de Ma Raney para compartilhar com as cabeleireiras. "Existem apenas sete fotos da verdadeira Ma Rainey e eu só consegui encontrar duas online", disse Neal. "Agora percebo como trabalhar com uma equipe criativa foi importante".

Pipoca Moderna Pipoca Moderna
Publicidade
Publicidade