PUBLICIDADE

Super Dança teve vingança, ‘bundada’ polêmica e ativismo gay

Competição prova que a Globo pode viver bem sem Faustão e eleva Tiago Leifert ao time dos grandes apresentadores

30 ago 2021 09h51
| atualizado às 17h05
ver comentários
Publicidade

A vitória de Paolla Oliveira e seu parceiro Leandro Azevedo no ‘Super Dança dos Famosos’ era previsível. Mais do que isso: se tornou certeza quando o resultado vazou horas depois da gravação no estúdio da Globo, em São Paulo, na sexta-feira (27).

O Super Dança dos Famosos teve surpresas, emoções e polêmicas como em um reality show
O Super Dança dos Famosos teve surpresas, emoções e polêmicas como em um reality show
Foto: Divulgação e Reprodução/TV Globo

A única surpresa foi o terceiro lugar de Dandara Mariana e Diego Maia. O casal se mantinha tão favorito quanto Paolla e Leandro. Os dois acabaram superados por Rodrigo Simas e Nathália Ramos.

A edição especial da competição foi marcada por algumas polêmicas. A primeira, em junho, com a saída abrupta de Fausto Silva do ‘Domingão’ e da Globo. Escalado às pressas para substituí-lo, Tiago Leifert seduziu a todos com seu carisma, humor e emoção. Consolidou-se entre os grandes do entretenimento na TV.

A desclassificação de uma favorita, Vivi Araújo, na semifinal, ganhou interpretação maliciosa. As notas ‘baixas’ recebidas da plateia virtual (9,8 e 9,9 contra 9,9 e 10 de Dandara e Diego) teriam sido uma ação do público – justiça para alguns, vingança na visão de outros – em desagravo ao professor Adeilton Ribeiro, dispensado após boato de insatisfação da musa do Carnaval. Com mágoa por ter sido descartado, ele criticou Vivi e declarou torcida por Dandara.

Outra controvérsia do ‘Super Dança dos Famosos’ girou em torno da beleza física de Paolla Oliveira. Na rodada do funk, a atriz deixou todos boquiabertos com sua performance. O ponto alto da coreografia foi uma ‘bundada no ar’. Leifert e o apresentador André Marques, participante do júri artístico naquele dia, fizeram elogios considerados machistas. A própria artista reclamou das brincadeiras na imprensa.

Domingo (29), na final, quem polemizou foi a ginasta Rebeca Andrade. A medalhista de ouro e prata na Olimpíada de Tóquio foi a única a dar nota 9,9 para Dandara e Diego, que ganharam 10 até dos jurados técnicos Carlinhos de Jesus e Claudia Mota. O rigor da atleta atiçou as redes sociais, onde ela recebeu críticas como se fosse uma vilã. No placar, o 0,1 subtraído pela heroína do esporte não faria o casal D&D alcançar Rodrigo e Nathália, muito menos Paolla e Leandro.

Um momento especial da temporada aconteceu em julho, quando Tiago Abravanel surpreendeu o júri e os telespectadores ao fazer performance em homenagem aos LGBTQIA+ e contra o preconceito. “A gente precisa dar um grito. Nunca aconteceu de uma bicha estar aqui e estar feliz, dando pinta”, disse o cantor, usando peruca longa cacheada, ao lado da parceira de dança Nathalia Zannin.

Sucesso do começo ao fim, o ‘Super Dança dos Famosos’ foi uma prova de fogo para a Globo: está provado que a emissora consegue manter a liderança folgada de audiência sem Faustão, ‘dono’ do domingo no canal por 32 anos. O formato agradável de se assistir pela plasticidade dos números musicais serviu de escapismo em tempos de pandemia. Quem resiste a um grande show? A televisão precisa oferecer mais produções assim ao telespectador.

Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
Publicidade
Publicidade