4 eventos ao vivo

Naya Rivera (1987 - 2020)

13 jul 2020
19h58
atualizado às 21h40
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Foto: Divulgação/Fox / Pipoca Moderna

A atriz e cantora Naya Rivera, que chegou ao estrelato na série musical "Glee", morreu com apenas 33 anos de idade. Seu corpo foi recuperado no lago Piru, na Califórnia, na manhã desta segunda-feira (13/7), cinco dias depois dela ser declarada desaparecida.

As autoridades de Ventura mobilizaram mais de 50 profissionais, juntamente com um helicóptero e mergulhadores, no esforço de encontrar Rivera, que alugou um barco em 8 de julho para nadar no lago com seu filho de quatro anos, Josey. Poucas horas depois, o garoto foi encontrado sozinho no barco, sem sinal de Rivera. O desaparecimento mobilizou o elenco de "Glee", com muitos atores se deslocando até o local para prestar apoio à família da atriz e também se despedir da amiga.

Apesar de jovem, a californiana Rivera teve uma carreira de quase duas décadas. Ela estreou na TV com somente quatro anos de idade, no elenco fixo da sitcom "The Royal Family", lançada em 1991 na rede americana CBS.

Ainda criança, chegou a aparecer em episódios de "Um Maluco do Pedaço" (The Prince of Bel-Air), ao lado de Will Smith, "S.O.S. Malibu" (Baywatch), e nas sitcoms "Family Matters", "Gênio do Barulho" (Smart Guy) e "Mano a Mana" (Even Stevens), antes de ser escalada em papel recorrente na série "Bernie Mac, Um Tio da Pesada" (The Bernie Mac Show) com 15 anos.

Ela ainda foi vista em "Girlfriends" e "CSI: Miami" antes de ser escalada para o papel que mudou sua vida.

Naya Rivera tinha 22 anos quando passou nos testes para viver Santana Lopez em "Glee", comédia musical adolescente lançada em 2009 na rede Fox. A série se tornou um fenômeno de audiência, catapultando a carreira de seu criador, Ryan Murphy, e transformando seu elenco então desconhecido em estrelas da TV.

A princípio coadjuvante, Rivera vivia uma cheerleader malvadinha que entrou no coral da escola para sabotá-lo. Mas os roteiristas não demoraram a explorar o talento da atriz, que foi promovida a protagonista na 2ª temporada e, nesse processo, transformou-se numa das personagens de arco mais complexo da série. Enquanto muitos intérpretes do piloto se formaram na trama e deram espaço para novos alunos da William McKinley High School, Santana evoluiu de simples rival da boazinha Rachel (Lea Michele) para obter destaque até o capítulo final, exibido em 2015, após seis temporadas.

Não foi apenas o amor pela música que marcou a personagem da atriz, que contribuiu com muitas canções para a trilha sonora da série - um sucesso nas paradas digitais. O final de "Glee" também destacou seu casamento com a antiga colega cheerleader Brittany, interpretada por Heather Morris. A união foi celebrada como um dos primeiros casamentos LGBTQ+ entre personagens televisivos - e foi um casamento duplo, ainda por cima, pois Kurt (Chris Colfer) e Blaine (Darren Criss) foram inspirados pelas amigas a se juntarem em matrimônio.

Na vida real, Rivera tinha se casado com o também ator Ryan Dorsey (da série "Ray Donovan") um ano antes. O casal teve um filho, Josey, mas não foi um relacionamento tranquilo, que finalizou com um divórcio em junho de 2018, após quase quatro anos.

Depois de "Glee", Rivera ainda apareceu de forma recorrente em "Devious Maids" (em 2015) e estrelou a comédia "Loucuras em Família" (2017), com Charlie Sheen. Atualmente, fazia parte do elenco fixo de outra série musical, "Step Up: High Water", derivada da franquia cinematográfica "Ela Dança, Eu Danço" e renovada para sua 3ª temporada.

Ela contou a maior parte dessa história com suas próprias palavras, num livro de memórias lançado em 2016 - "Sorry Not Sorry: Dreams, Mistakes, and Growing Up".

"Seu brilho e humor foram incomparáveis", escreveu o colega de "Glee" Chris Colfer, o Kurt, no Instagram. "Sua beleza e talento eram de outro mundo. Ela enfrentava o sistema com equilíbrio e destemor. E era capaz de transformar um dia ruim em um dia ótimo com uma única observação."

A morte de Rivera foi a terceira fatalidade envolvendo o elenco de "Glee". Em julho de 2013, Cory Monteith, que interpretou Finn Hudson no fenômeno da Fox, morreu de overdose acidental de drogas depois de tomar uma combinação letal de heroína e álcool. Três anos depois, Mark Salling, o Puck, suicidou-se após ser condenado por posse de pornografia infantil.

Veja também:

Carol Francischini treina na varanda de sua casa
Pipoca Moderna Pipoca Moderna
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade