PUBLICIDADE

Francisco Ibáñez, criador de "Mortadelo e Salaminho", morre aos 87 anos

15 jul 2023 - 15h30
(atualizado às 15h42)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Divulgação/Wikemedia Commons / Pipoca Moderna

Francisco Ibáñez, influente cartunista espanhol e criador dos personagens "Mortadelo e Salaminho", morreu neste sábado (15/7), aos 87 anos. "Com enorme tristeza, o Grupo Editorial Penguin Random House comunica o falecimento em Barcelona do grande desenhista e cartunista Francisco Ibáñez", anunciou a editora no Twitter.

Nascido em 15 de março de 1936, em Barcelona, Ibáñez iniciou sua carreira na infância, quando aos 11 anos enviou um desenho para a revista "Chicos" e foi pago por isso, marcando sua primeira publicação. Apesar de ter estudado Contabilidade e trabalhado como mensageiro em um banco, aos 21 anos Ibáñez viu que poderia ganhar mais desenhando do que em seu trabalho bancário, e então decidiu se dedicar completamente à sua verdadeira paixão.

 
Mortadelo e Salaminho

Ele se tornou mundialmente conhecido por sua criação em 1958 de "Mortadelo e Salaminho", uma dupla de desastrados agentes secretos, mestres dos disfarces. As histórias eram publicadas na revista "Pulgarcito" e se destacavam pelas referências a personalidades políticas e sacadas irônicas, tudo sob o clima da Guerra Fria que marcava a ficção das décadas de 1960 e 1970. A partir da publicação de sua primeira aventura longa, no álbum de 1969 "O Sulfato Atômico", o sucesso desses personagens transcendeu as páginas dos quadrinhos.

Os espiões de Ibáñez se tornaram um fenômeno tão grande que ele teve que manter uma produção insana para atender à demanda, muitas vezes recorrendo à ajuda de colaboradores - um fato que negou durante décadas e que gerou polêmicas quanto ao crédito devido aos seus auxiliares.

 
Dos quadrinhos para o cinema

Ao longo de sua carreira, Ibáñez criou diversos outros personagens e séries de sucesso, como "13 Rue del Percebe", "Rompetechos" e "El botones Sacarino", mas nenhum outro superou o alcance dos agentes da TIA - uma paródia da CIA inspirada na série "Os Agentes da UNCLE" (1964-1968) - que rendeu adaptações para diversas séries de TV e filmes.

Os agentes atrapalhados chegaram até a ganhar uma versão live-action, no filme "Mortadelo E Salaminho - Agentes Quase Secretos" (2003), que teve uma continuação em 2008. Seu lançamento mais recente no cinema foi há nove anos: a animação "Mortadelo e Salaminho: Missão Inacreditável" (2014).

 
Premiações e recordes

Ibáñez recebeu o grande prêmio do Salão Internacional de Banda Desenhada de Barcelona pelo conjunto de seu trabalho em 1994 e foi laureado com a Medalha de Ouro ao Mérito de Belas Artes em 2001.

Sua obra monumental, composta por mais de 50 mil pranchas de quadrinhos, gerou mais de 100 milhões de álbuns vendidos ao redor do mundo, tornando-o o maior best-seller dos quadrinhos espanhóis, com presença em diversos países ao redor do mundo.

Com mais de 200 álbuns só de "Mortadelo e Salaminho", seus personagens icônicos e suas histórias perspicazes e bem-humoradas continuarão a entreter e a inspirar leitores de todas as idades por muitas gerações, tanto nos quadrinhos quanto em novas adaptações para as telas.

Pipoca Moderna Pipoca Moderna
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade