PUBLICIDADE

'Está bem', diz esposa de Tony Ramos sobre saúde do ator após segunda cirurgia

Lidiane Barbosa deu detalhes sobre o procedimento e agradeceu carinho dos fãs

21 mai 2024 - 15h32
(atualizado às 17h37)
Compartilhar
Exibir comentários
Esposa de Tony Ramos fala sobre a saúde do ator após segunda cirurgia:

Lidiane Barbosa, esposa de Tony Ramos, veio à público para dar atualizações sobre o estado de saúde do ator, que passou por duas cirurgias no cérebro na última semana. De acordo com ela, ele está se recuperando bem, mas ainda precisa tomar cuidados durante a recuperação. 

“O Tony está bem. Essa segunda intervenção que ele sofreu foi muito rápida, muito precisa. Graças a Deus, ele já está lúcido, só não está saindo da cama, tem que ficar deitado horizontalmente para ficar tudo no lugar", disse Lidiane em entrevista ao Encontro, da TV Globo, que foi ao ar nesta terça-feira, 21. 

Esposa de Tony Ramos fala sobre a saúde do ator após segunda cirurgia: ‘Está bem’
Esposa de Tony Ramos fala sobre a saúde do ator após segunda cirurgia: ‘Está bem’
Foto: Reprodução/TV Globo

Ela detalhou ainda que ele já está se alimentando e agradeceu o carinho dos fãs. “Muito obrigada a todos pelo carinho, pelas orações, eu só tenho que agradecer. Um beijo a todos”, disse. 

O ator foi internado na quinta-feira, 16, após passar mal pela manhã. Mais tarde, no mesmo dia, passou pela primeira cirurgia para drenar um hematoma subdural. Depois, no domingo, 19, passou por um segundo procedimento.  

Hematoma subdural

Em entrevista ao Terra Você, o neurocirurgião Victor Hugo Espíndola explicou que existem dois tipos desse sangramento que se localiza abaixo da dura máter, que é uma das membranas que recobrem o cérebro: o agudo e o crônico.

O hematoma subdural agudo normalmente é consequente a traumas de um impacto maior, como acidente de carro, queda de moto ou queda de altura. Já o hematoma subdural crônico vai crescendo aos poucos e pode acontecer mesmo em situações de um trauma de baixo impacto.

O médico conta que o hematoma subdural crônico é mais comum em idosos e em pessoas que fazem uso de medicações anticoagulantes ou antiagregantes e alcoólatras.

“Provavelmente deve ter sido o caso do Tony Ramos, a gente pode ter desde dor de cabeça até um quadro mais intenso que pode levar a perda de força de um lado do corpo, sonolência e, se não for tratado, até mesmo coma”, diz o especialista.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade