PUBLICIDADE

Diretor vencedor do Oscar é liberado de detenção na Itália

4 jul 2022 - 19h56
Ver comentários
Publicidade
Foto: Divulgação/Lionsgate / Pipoca Moderna

Uma juíza do sul da Itália ordenou nesta segunda-feira (4/7) que o diretor Paul Haggis seja liberado da detenção em seu hotel. Ele foi preso no começo de junho sob acusação de estupro e, posteriormente, encaminhado para detenção domiciliar.

A decisão foi proferida pela juíza Vilma Gilli, na região de Puglia. No momento, os promotores decidem se prosseguem com a investigação e validam as acusações de abuso sexual.

A advogada do diretor, Michele Laforgia, afirma que a juíza entendeu que não havia sinais de violência ou abuso encontrados na suposta vítima.

De acordo com vários relatos da mídia italiana e uma declaração dos promotores públicos da cidade vizinha de Brindisi, Haggis estava sendo acusado por uma "estrangeira" de forçá-la a ter relações sexuais por dois dias.

Esta não é a primeira acusação de agressão sexual feita contra Haggis. Em 2017, a assessora de imprensa Haleigh Breest processou o cineasta, alegando que ele a estuprou violentamente em seu apartamento em Nova York após uma première em 2013.

Após essa acusação se tornar pública, mais três mulheres denunciaram o diretor e roteirista por má conduta sexual. Ele negou todas as alegações.

Pipoca Moderna Pipoca Moderna
Publicidade
Publicidade