PUBLICIDADE

Diretor de "O Homem Invisível" é favorito para filmar novo "Besouro Verde"

23 jun 2022 18h49
ver comentários
Publicidade
Foto: Divulgação/Sony / Pipoca Moderna

O diretor e roteirista Leigh Whannell, dos filmes "Sobrenatural" e "O Homem Invisível", está em negociações com a Universal para comandar o novo longa do "Besouro Verde". Segundo apurou o site Deadline, os executivos do estúdio têm feito reuniões com diversos candidatos em potencial, mas Whannell ganhou preferência após o sucesso de "Mulher Invisível".

A Universal tem os direitos de adaptação desde 2020, e o roteiro já está pronto, escrito pelo veterano David Koepp (dos primeiros "Jurassic Park", "Missão: Impossível" e "Homem-Aranha").

O filme vai se chamar, em inglês, "The Green Hornet and Kato", destacando no título o "Robin" do herói.

Na famosa série de TV do "Besouro Verde", nos anos 1960, Kato era vivido por ninguém menos que Bruce Lee.

O Besouro Verde foi originalmente criado como radionovela em 1936 por George W. Trendle e Fran Strike, que também foram os pais de "O Cavaleiro Solitário". Ele estreou nos quadrinhos em 1940, com roteiros do próprio Strike, no mesmo ano em que chegou aos cinemas com o primeiro de seus três seriados de aventura. Mas, curiosamente, acabou se tornando mais conhecido como herói da TV, após ganhar sua série em 1966. Interpretado por Van Williams, o personagem acabou eclipsado por seu assistente, já que Bruce Lee era bem mais conhecido. Além de sua própria atração, o Besouro Verde ainda teve crossovers com a série do "Batman" daquela época.

Na trama original, Britt Reid, o dono milionário do jornal O Sentinela Diária, transformava-se num vingador mascarado no estilo do Sombra, que a polícia considerava um criminoso. Como a situação o ajudava a obter informações do submundo do crime, ele nunca quis limpar sua ficha. Em suas aventuras, o Besouro Verde era ajudado por Kato, seu mordomo e motorista de origem asiática, mestre em artes marciais, que dirigia o Beleza Negra, um carro tecnologicamente avançado.

A última vez que os dois apareceram nas telas foi em 2011, numa comédia de ação da Sony, estrelada por Seth Rogen, Jay Chou e Cameron Diaz. A ideia era lançar uma franquia, mas o filme fracassou nas bilheterias, rendendo apenas US$ 227 milhões mundiais - para um orçamento de US$ 120 milhões.

Ainda não há informações sobre a trama do novo longa, nem previsão de lançamento.

Pipoca Moderna Pipoca Moderna
Publicidade
Publicidade