PUBLICIDADE

'Vitória': conheça a história real do filme com Fernanda Montenegro que criou polêmica nas redes sociais

Filme baseado em uma história verídica chega aos cinemas em 15 de agosto deste ano.

22 fev 2024 - 15h53
(atualizado em 23/2/2024 às 05h00)
Compartilhar
Exibir comentários

'Vitória', novo filme estrelado por Fernanda Montenegro, tem por objetivo contar uma história de denúncia e coragem que está no hall das mais memoráveis do jornalismo brasileiro. No entanto, sua jornada não tem sido fácil. O projeto foi iniciado pelo saudoso Breno Silveira ('2 Filhos de Francisco'), que morreu em 2022 aos 58 anos, justamente enquanto filmava o longa. Quase dois anos depois, de volta aos trilhos e passado o doloroso baque, o filme encontra outro percalço: a escalação da imortal da Academia Brasileira de Letras tem sido alvo de questionamento nas redes sociais.

Fernanda Montenegro interpretando dona Joana em 'Vitória' e a própria idosa que levou à prisão dezenas de traficantes
Fernanda Montenegro interpretando dona Joana em 'Vitória' e a própria idosa que levou à prisão dezenas de traficantes
Foto: Divulgação/Reprodução

Uma foto oficial e a data de estreia de 'Vitória' foram divulgadas na semana passada pela Conspiração Filmes. Planejado para 15 de agosto, o filme é inspirado na história real da informante que ficou conhecida como Vitória da Paz, uma senhora que, por dois anos, filmou o tráfico de drogas em Copacabana, zona Sul do Rio de Janeiro, da janela do seu apartamento. Mesmo correndo risco diante da exposição, a mulher contribuiu para uma extensa reportagem investigativa especial do jornal Extra, que ajudou a desmascarar a criminalidade no bairro.

Qual é a história real de Vitória?

A história de Vitória, cujo nome verdadeiro é Joana Zeferino da Paz, passa pelas mãos do jornalista Fábio Gusmão, que escrevia então para o jornal Extra. Segundo ele mesmo conta, foi em março de 2004 que se deparou com a trajetória de Joana, enquanto procurava junto à Coordenadoria de Inteligência da Polícia Civil do Rio uma notícia exclusiva para o jornal de domingo.

A informação que ele recebeu é o que dá início a todo o resto: uma senhora de cerca de 80 anos havia deixado lá uma sacola com oito fitas VHS, em que ela registrava, da janela de seu apartamento, todo o tráfico na Ladeira dos Tabajaras; bandidos desfilavam com fuzis à luz do dia e vendiam e consumiam maconha, cocaína e crack entre crianças e adolescentes e diante da cumplicidade de policiais; tudo isso foi captado extensivamente pelas lentes de Joana. 

A partir da observação das fitas, Gusmão foi atrás da história e chegou a Joana, com quem desenvolveu uma bela amizade a partir de muitos encontros na casa dela -- como ele mesmo relata. Foram meses de negociação até a publicação da reportagem, uma vez que Joana insistia em mostrar seu rosto e revelar sua identidade, o que o jornal jamais aceitou.

A reportagem, que ajudou a desmantelar a quadrilha e ganhou repercussão mundial, foi publicada um ano depois do encontro de Gusmão com as fitas. Na data da publicação, Joana precisou deixar seu apartamento onde morava há quase 40 anos e entrar imediatamente no programa de proteção a testemunhas.

Por isso, seu nome, suas fotos e sua história só puderam ser divulgados após 22 de fevereiro de 2023, quando ela veio a óbito aos 97 anos no Hospital Geral do Estado, em Salvador, BA, após 10 dias de internação por um acidente vascular cerebral. 

5 biografias aclamadas no cinema (e outras nem tanto) 5 biografias aclamadas no cinema (e outras nem tanto)

Filme teve participação de Joana nos bastidores

O projeto do longa-metragem, que inicialmente receberia o título 'Dona Vitória', começou em 2020, mas teve as filmagens adiadas devido à pandemia do coronavírus.

Em 2022, o diretor Breno Silveira cumpria a agenda de filmagens em Limoeiro, PE, quando morreu devido a um infarto fulminante. Na ocasião, ele dividia a atenção entreas filmagens e o trabalho na série 'Dom', montando a segunda temporada e escrevendo a terceira. Ao jornal O Globo, a roteirista Paula Fiuza contou que o cineasta estava "absurdamente estressado, arrependido de ter pegado tanta coisa ao mesmo tempo".

As filmagens eventualmente foram retomadas sob o comando de Andrucha Waddington, que já era coprodutor do longa pela Conspiração Filmes, além de ser amigo próximo de Breno e genro de Fernanda Montenegro. 

O filme não vai contar apenas a história da quadrilha que Dona Joana ajudou a desmantelar, e passará também por sua infância e adolescência. Estuprada aos 13 anos pelo filho de um fazendeiro de onde morava, no Alagoas, ela chegou a engravidar e depois perder a filha que nasceu com um problema cardíaco. Quando chegou ao Rio, trabalhou como empregada doméstica e depois como massoterapeuta, até se aposentar.

Segundo o jornal Extra, a própria Joana ajudou a equipe do filme na composição da história. Por questões de segurança, obviamente o seu anonimato precisava ser mantido. 

Por que escalação de Fernanda Montenegro causou polêmica?

Quando a primeira imagem oficial do filme foi divulgada, algumas pessoas nas redes sociais começaram a questionar a escolha de uma atriz branca para interpretar uma pessoa que era negra.

Os debates, no entanto, precisam levar em consideração alguns fatores: a identidade e a etnia de Joana da Paz só ficaram conhecidas após o seu falecimento, ocorrido em 2023 e, portanto, após a concepção e o desenvolvimento do projeto. 

Além disso, há de se pesar que o filme fez um esforço para manter a identidade de Joana em segredo, e que se afastar de traços que pudessem identificá-la e de elementos muito próximos à realidade é um dos recursos utilizados. "Obviamente, trata-se de uma obra de ficção, mas o roteiro conseguiu manter a essência do que é aquela mulher", avaliou Gusmão, sobre a obra (via jornal Extra). 

Com lançamento marcado para 15 de agosto nos cinemas brasileiros, 'Vitória' tem direção de Breno Silveira e Andrucha Waddington, com roteiro de Paula Fiuza. A prodição é da Conspiração Filmes e do Globoplay, com distribuição da Sony Pictures.

'Bom Dia, Verônica': 10 séries brasileiras que bombam no exterior 'Bom Dia, Verônica': 10 séries brasileiras que bombam no exterior

Fonte: Redação Entre Telas
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade