PUBLICIDADE

Vai superar o 1º filme? Ridley Scott pode descobrir que o maior problema de Gladiador 2 NÃO é substituir o protagonista

Após duas décadas do sucesso de Gladiador, Ridley Scott assume a sequência prevista para o mês de novembro.

26 fev 2024 - 20h46
Compartilhar
Exibir comentários

Ridley Scott finalmente retorna com um dos filmes mais aguardados de 2024, a sequência de seu filme lançado há duas décadas, Gladiador 2. O diretor, que recentemente rebateu as severas críticas sobre seu projeto biográfico do lendário imperador francês, Napoleão, terá que lidar com um novo empecilho, e está bem longe de ser a substituição de Russell Crowe, protagonista do primeiro filme.

Foto: Universal Pictures / Adoro Cinema

Gladiador 2 tornou-se um dos filmes mais caros já feitos, levantando preocupações após o recente fracasso de bilheteria de Napoleão que conseguiu um lucro de 218 milhões de dólares em cima de seu orçamento de 200 milhões.

O que esperar das novas bilheterias de Ridley Scott?

Foto: Adoro Cinema

Segundo relatório do site ScreenRant, Gladiador 2 iniciou sua produção com um orçamento de 165 milhões de dólares e logo disparou para impressionantes 310 milhões, o que instantaneamente o torna um dos filmes mais caros já feitos.

Segundo o The Hollywood Reporter, a Paramount insistiu que o custo líquido do filme não ultrapassou os 250 milhões, mas um orçamento relatado de 310 milhões o coloca à frente de filmes colossais como Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas, Liga da Justiça e Avatar: O Caminho da Água.

O orçamento de 200 milhões de Napoleão o tornou um dos filmes mais caros já feitos por Scott, ficando em segundo lugar para Robin Hood, que teve um sub…

Leia o artigo em AdoroCinema

Há quem ache que Napoleão é um dos piores filmes de Ridley Scott, mas existem outros dois com uma classificação inferior

Gladiador 2: Data de lançamento, elenco, salto temporário, enredos e tudo o que sabemos sobre a tão esperada sequência do filme

Gladiador 2: Única atriz do elenco original que retorna para a continuação fala sobre esse "insano privilégio"

Adoro Cinema
Compartilhar
Publicidade
Publicidade