PUBLICIDADE

Esta saga de ficção científica consiste em três filmes, mas nunca foi concluída: Todas as tentativas de salvar a franquia falharam

Esta saga pretendia aproveitar o sucesso da franquia Jogos Vorazes no cinema, mas provavelmente nunca veremos a última parte...

1 mar 2024 - 22h13
Compartilhar
Exibir comentários

Depois que Jogos Vorazes (2012) trouxe com sucesso para as telas a primeira parte da saga best-seller de Suzanne Collins, sendo apenas o início de uma franquia de cinema incrivelmente popular. Com isso, outros estúdios também queriam se beneficiar do entusiasmo dos jovens adultos na época e, desta forma, toda uma série de filmes distópicos voltados para este público-alvo foi lançada durante a década de 2010.

Foto: Paris Filmes / Adoro Cinema

Mas seja a trilogia Maze Runner ou O Doador de Memórias: Com a popularidade da série de ficção científica sobre a lutadora da resistência Katniss Everdeen, interpretada por Jennifer Lawrence, nenhum dos filmes que foram criados na sequência do sucesso de Jogos Vorazes pode estar vinculado aos filmes. No entanto, a franquia Divergente baseada na série de romances escritos por Veronica Roth está particularmente mal...

Os filmes Divergente acontecem em um futuro distante. Na decadente cidade americana de Chicago, as pessoas são atribuídas a um de cinco grupos com base nos seus traços primários de personalidade assim que completam 16 anos: Abnegação (altruístas); Erudição (Inteligentes); Audácia (corajosos); Amizade (bondosos) e Franqueza (honestos).

Depois deve ser decidido como eles podem ser úteis para o Estado no futuro. Mas a jovem Beatrice "Tris" Prior (Shailene Woodley) acaba por ser um erro no sistema totalitário: ela carrega dentro de si os talentos de todos os grupos, o que a torna uma "indeterminada" - e um perigo para o governo, que de e…

Leia o artigo em AdoroCinema

"O que significava isso?": Autora de franquia de ficção científica desabafa sobre fracasso nos cinemas

6 filmes (e 2 projetos amaldiçoados) que queriam ser Jogos Vorazes e falharam na tentativa

Neil Burger, diretor do primeiro Divergente, lamenta a situação do fim da saga

Adoro Cinema
Compartilhar
Publicidade
Publicidade