2 eventos ao vivo

Adoro Cinema

Contrato de Spacey dificulta sua saída de 'House of Cards'

AdoroCinema / AdoroCinema

Fonte anônima afirma que a série só poderia continuar sem o ator caso ele estivesse "indisponível" ou "incapacitado".

16 nov 2017
10h47
atualizado às 11h32
  • separator
  • comentários

Kevin Spacey vem aos poucos sendo apagado de Hollywood. Depois da chuva de denúncias de assédio sexual, que começaram após Anthony Rapp (Star Trek: Discovery) decidir contar seu caso, a Netflix prontamente se posicionou e anunciou sua saída de House of Cards. Mas, se depender de algumas cláusulas específicas do contrato com o ator, essa demissão pode não ser tão simples.

Segundo o que uma fonte anônima contou ao Blast , a papelada de Spacey com a empresa de streaming não possui uma cláusula de moralidade, o que desta forma invalidaria qualquer demissão por este motivo. Além disso, o contrato seria específico ao dizer que House of Cards só poderia continuar sem o ator se ele estivesse "indisponível" ou "incapacitado", o que não é o caso.

Kevin Spacey, no momento em reabilitação para viciados em sexo, ainda estaria alegando que a Netflix e a Media Rights Capital , que produz a série, mandaram cartas ao elenco e a equipe pedindo que as possíveis vítimas viessem a público relatar os abusos, induzindo as denúncias que viriam a seguir.

Até o momento, a MRC lançou apenas uma nota em que reafirma a "suspensão" do intérprete de Frank Underwood, em que diz: "Enquanto continuamos a investigação em curso sobre as sérias alegações sobre o comportamento de Kevin Spacey no set de House of Cards, ele está suspenso. Como a produtora do show, criar e manter um ambiente de trabalho seguro para o nosso elenco e equipe sempre foi nossa principal prioridade".

Por enquanto, as gravações da sexta temporada de House of Cards estão suspensas.

AdoroCinema

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade