0

Nasce uma Estrela: Lady Gaga caminha rumo ao Oscar?

O AdoroCinema listou alguns motivos pelos quais a atriz pode surgir entre as indicadas.

9 set 2018
09h48
  • separator
  • comentários

Nasce uma Estrela, protagonizado por Lady Gaga e Bradley Cooper, ainda não estreou no Brasil mas, após grande repercussão da mídia internacional durante o Festival de Veneza, pode-se dizer que estamos ansiosos para ver o primeiro papel da cantora como protagonista em um longa-metragem. Estaria ela caminhando rumo ao Oscar como Melhor Atriz?

Foto: AdoroCinema / AdoroCinema

Ao que tudo indica, Lady Gaga pode ser uma das grandes apostas desse ano e aparecer na lista de indicados para concorrer ao prêmio da Academia de Cinema dos Estados Unidos, no dia 24 de fevereiro do próximo ano. E o AdoroCinema listou alguns motivos.

A norte-americana vive Ally, uma artista buscando o seu lugar ao sol que acaba entrando na rota de Jackson Maine (Cooper), renomado músico de longa carreira que caiu no esquecimento. Enquanto a fama dela decola, ele precisa enfrentar seus próprios monstros pessoais, e estes momentos distintos acabam colocando em risco o relacionamento entre ambos.


Durante a sessão de estreia mundial, o filme recebeu uma longa salva de palmas e, em seguida, a performance da atriz foi prestigiada em sites internacionais (fora os elogios à nova versão do filme, mas isso podemos deixar para um texto sobre apostas para a categoria de Melhor Filme).

"Gaga, em uma performance efervescente e vitoriosa, nunca deixa sua própria qualidade de estrela atrapalhar o personagem. Ou melhor, ela nos deixa ver que a qualidade das estrelas é algo que vive dentro de Ally", escreveu Owen Gleiberman, da Variety. Enquanto isso, o crítico do The Guardian, Peter Bradshaw, que deu nota máxima ao filme, afirmou: "A capacidade de Gaga de ser metade uma pessoa comum e metade uma celebridade funciona no mais alto nível em todos os tempos", completando que "é a estrela pop que comanda a atenção do público".

Para além destas críticas, David Rooney, do The Hollywood Reporter pontua que no filme Gaga "perde completamente sua persona pop" e incorpora uma "dureza e vulnerabilidade"de que seu personagem precisa. Jonathan Romney, do Screen International, elogia o desempenho da cantora e revela que sua atuação "transcende os clichês", provando que "uma estrela foi reiniciada".

Mas esta não é a primeira vez que Lady Gaga prova ter talento para a atuação. Em 2016, a cantora venceu o Globo de Ouro de Melhor Atriz em minissérie por seu trabalho em American Horror Story: Hotel. Durante seu discurso, ela afirmou emocionada: "Sempre quis ser atriz, mas a música aconteceu primeiro".


"Ah, mas ela é cantora e não atriz": não, não tem essa, em Nasce uma Estrela, Lady Gaga é atriz. Aqui, vale lembrar outras artistas do mundo da música que já receberam a estatueta na categoria: Barbra Streisand (Funny Girl) e Cher (Feitiço da Lua). Jennifer Hudson também venceu um prêmio da Academia como Melhor Atriz Coadjuvante, por seu trabalho em Dreamgirls: Em Busca de um Sonho.

Ainda sobre o Oscar, outro fator que aumentaria as possibilidades de Gaga figurar entre as indicações é o esforço do evento em se tornar mais popular (apesar da organização ter adiado o lançamento da categoria Melhor Filme Popular, anunciada anteriormente para 2019). Conhecida mundialmente por seu trabalho como cantora, hits e álbuns, a artista é um nome comum, que pode atrair o mais diverso público para a cerimônia que premia grandes nomes do cinema.

Enquanto isso, além de receber quatro indicações da Academia, o remake de 1976 recebeu o Oscar de Melhor Canção Original, pela canção "Evergreen (Love Theme from A Star Is Born)" de Barbra Streisand - protagonista do primeiro remake do longa que, inclusive, foi a vencedora do Globo de Ouro como Melhor Atriz por seu trabalho no filme.

A atuação de Lady Gaga em Nasce uma Estrela ainda é uma surpresa para os brasileiros. No entanto, já temos bons argumentos na manga para acreditar que a cantora esteja no caminho rumo ao Oscar. O filme estreia no Brasil no dia 11 de outubro.

AdoroCinema

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade