PUBLICIDADE

Mais uma mulher denuncia ser vítima de estupro em circuito de carnaval de Salvador

Neste domingo, 11, mais uma vítima é ouvida pela Delegacia Especial de Atendimento à Mulher; primeiro caso do tipo foi registrado na sexta

12 fev 2024 - 11h41
Compartilhar
Exibir comentários
A Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) de Brotas investiga as denúncias
A Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) de Brotas investiga as denúncias
Foto: Reprodução/Ascom-PC

Mais uma vítima. Neste domingo, 11, uma mulher denunciou ter sido estuprada na Rua Baependi, em Ondina, em meio ao circuito de carnaval de Salvador. Esse é o segundo caso de estupro na região, durante as festividades, que está sendo investigado pela Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) da Casa da Mulher Brasileira.

Segundo informações da Polícia Civil, obtidas pelo Terra, agentes estão em busca de imagens de câmeras de vigilância e outros elementos que colaborem com as investigações. Além disso, a vítima foi ouvida e está sendo acompanhada pela rede de apoio psicossocial da Deam.

“Mais detalhes sobre a ocorrência não serão divulgados, em respeito à legislação aplicada a casos de crimes contra a dignidade sexual”, complementou o órgão policial, por meio de nota.

Primeiro caso

Na sexta-feira, 9, outra mulher também denunciou ter sido estuprada no Circuito Dodô (Barra-Ondina), durante o carnaval de Salvador.

Informações obtidas pelo portal G1 indicam que a mulher foi estuprada por quatro homens. Relatos compartilhados por internautas nas redes sociais também apontam ter se tratado de um caso de estupro coletivo. No entanto, a Polícia Civil e fontes oficiais não confirmam o número de pessoas envolvidas.

A reportagem buscou atualizações sobre o caso, mas a Polícia Civil apenas informou que a denúncia segue sendo investigada. Além disso, foi confirmado que, até o momento, foram registrados dois casos de estupro.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade