0

Portela leva Rio Branco à Sapucaí e reconta história do Rio

4 mar 2014
03h12
atualizado às 04h05
  • separator
  • 0
  • comentários

A penúltima escola a desfilar no Grupo Especial do Carnaval do Rio de Janeiro em 2014 colocou na Marquês de Sapucaí uma das principais ruas da capital carioca: a Avenida Rio Branco, tema do enredo "Um Rio de mar a mar: do Valongo à Glória de São Sebastião". Em sua passagem pela avenida, a agremiação resgatou eventos importantes da região central da cidade.

Confira a Previsão do Tempo para o Rio de Janeiro no Carnaval

Antiga Avenida Central, a Rio Branco cruza o centro do Rio de Janeiro, ligando o porto à região da Glória, e é uma das principais artérias do trânsito carioca. Pelos seus 1.800 m de extensão estão localizados a Biblioteca Nacional, o Museu de Belas Artes e o Teatro Municipal. 

A Portela teve uma comissão de frente que exibia a história da formação da capital carioca - em evidência ficou o oceano, retratado nas asas da águia, mascote da escola, que aparecia em elemento alegórico. Mais atrás, o abre-alas contou com outras 22 águias: 21 para cada título já conquistado no Carnaval e mais um representando a conquista que a agremiação persegue desde 1984. 

O período escravista da história brasileira foi retratado na segunda alegoria, com o Cais do Valongo - onde os escravos africanos eram negociados. Já o terceiro carro da Portela resgatava o Palácio Monroe, que foi sede do Senado durante o período em que o Rio de Janeiro era a capital brasileira - o local foi demolido na década de 1970. 

Além do Monroe, a Portela apresentou outras referências importantes da Avenida Rio Branco. O Teatro Municipal foi retratado nem um carro alegórico, com homenagens ao balé e à opera. A diversão noturna proporcionada pela região da Cinelândia, por sua vez, foi representada por uma sala de cinema em um carro alegórico. 

O próprio Carnaval foi lembrado pela escola, com destaque para do Cordão do Bola Preta, tradicional bloco de rua que passa pelo centro do Rio de Janeiro. Já as manifestações de rua foram metaforizadas em uma alegoria de um gigante com as cores da bandeira brasileira. 

<a data-cke-saved-href="http://diversao.terra.com.br/carnaval/duelo-bumbuns-rio-x-sp/" data-cke-620-href="http://diversao.terra.com.br/carnaval/duelo-bumbuns-rio-x-sp/">veja o infográfico</a>

<a data-cke-saved-href="http://diversao.terra.com.br/carnaval/musas-do-carnaval-2014/" href="http://diversao.terra.com.br/carnaval/musas-do-carnaval-2014/">veja o infográfico</a>
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade