PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Artista acusado de blasfêmia é esfaqueado em igreja na Itália

Andrea Saltini é criticado por causa de obra sobre Jesus Cristo

28 mar 2024 - 10h33
(atualizado às 10h57)
Compartilhar
Exibir comentários

Um artista acusado de blasfêmia foi esfaqueado por um homem dentro de uma igreja na Itália nesta quinta-feira (28), às vésperas da Páscoa.

O episódio ocorreu na igreja de Santo Inácio, em Carpi, norte do país, que abriga uma exposição do artista local Andrea Saltini, criticado por fanáticos religiosos por conta de um dos quadros da mostra.

A obra em questão retrata Jesus deitado nu após a crucificação e um homem ajoelhado a seu lado. No entanto, a cabeça do indivíduo está na altura da genitália de Cristo, o que, segundo os críticos, remete a um ato sexual.

O autor da agressão é um homem mascarado que entrou na igreja e danificou o quadro polêmico com uma faca e tinta em spray; Saltini tentou conter o indivíduo, mas acabou ferido com uma facada no pescoço. O artista foi levado a um hospital, mas não corre risco de morte, enquanto o agressor fugiu.

A mostra foi inaugurada em 2 de março, e a própria diocese de Carpi havia rechaçado as acusações de blasfêmia, chamando as críticas de "desrespeitosas".

O caso chegou a motivar uma investigação por ofensa de confissão religiosa, porém o Ministério Público de Modena pediu o arquivamento do inquérito.

Saltini, que é ateu, explicou à imprensa local que a obra retrata o legionário romano Longuinho, que perfurou um dos lados do corpo de Jesus com uma lança para certificar-se de sua morte, mas depois se arrependeu e virou santo.

"Na minha representação, ele não perfura Jesus crucificado. Cristo está no chão, e Longuinho tem a mão sobre sua costela. É uma visão pessoal minha, apócrifa e que pertence a meu raciocínio", alegou o artista no início do mês.

Ansa - Brasil   
Compartilhar
Publicidade
Publicidade