PUBLICIDADE

9 pessoas pretas da região norte que você precisa conhecer

15 nov 2023 - 12h22
Compartilhar
Exibir comentários

Dando sequência à nossa série de influenciadores, artistas e comunicadores das regiões do Brasil, construímos nessa segunda edição uma pauta com 9 pessoas da região norte que você precisa conhecer.

Há um movimento crescente de afirmação da identidade, promoção da igualdade e celebração da herança cultural. As vozes, os feitos e a presença dos pretos na região representam uma força vital e inspiradora, desafiando estereótipos e contribuindo para a construção de uma sociedade mais inclusiva e justa.

 1 - Tial Flávio

Foto: AUR

O artista urbano Tial Flávio começou nas pichações da década de 1990, mas considera a carreira artística a partir de sua primeira exposição coletiva intitulada 'A Coisa Colorida' (2008). Seu primeiro contato com a arte veio ainda na infância.

2 - Jean Palladino

Foto: AUR

Jean Palladino iniciou no teatro aos 15 anos de idade. Ele começou fazendo peças e aos 16 anos já tava em três montagens ao mesmo tempo.

"Hoje entendo que tenho muitos artistas negros como inspiração, e sei que por estar nesse lugar de visibilidade, posso ser referência pra futuros artistas negros, para as crianças.

3 - Karen Francis

Foto: AUR
Filha de mãe moçambicana e pai brasileiro, a cantora amazonense Karen Francis foi musicalizada em casa, ainda na infância. A artista disponibilizou seu disco "Anos Luz" recentemente, sendo indicada para o prêmio Multishow. Um marco.

4 - Éder Oliveira

Foto: AUR

Pintor, em seu trabalho, Éder busca falar sobre identidade cultural. Apesar de trazer rostos comuns, reflete sobre um contexto histórico, social e geográfico. "As pessoas que eu investigo têm uma característica muito própria da Amazônia, própria dessa região de sol e umidade fortes, e isso reflete no olhar das pessoas"

5 - Pelé do Manifesto
Foto: AUR

Pelé do Manifesto é um rapper paraense do bairro da Cremação, em Belém. Suas rimas, há 12 anos, falam da realidade enfrentada pela população negra e periférica do país diariamente. Em seu último trabalho, aliou o rap com a identidade da black music e ousou com rimas mais românticas.

6 - Chapéu de palha

Foto: AUR

A amazonense Giovanna Póvoas e o mineiro Helder Cruz formam o duo chamado Chapéu de Palha, que conquistou o público manauara e tem sido um sucesso. Eles são a junção de talento e carisma, e fazem canções que o público se conecta de maneira envolvente.

7 - Shock MC

Foto: AUR

Com 12 anos de carreira, o rapper iniciou aos 15 anos de idade. Ao longo dessa história na música lançou trabalhos como "Dadinho", "Quando o Coração Parte Mais Alto", "Brio" e "Estorvo", além de parcerias com artistas como Nic Dias e Yanna MC.

8 - Nic Dias

Foto: AUR

Nic Dias é rapper, compositora e ativista. Atualmente, é dona de um dos discursos mais marcantes da capital paraense em defesa dos direitos das mulheres negras, da comunidade negra e da periferia. Com rimas fortes, ela passa o recado com um um trap pesado.

9 - Anna Suav

Foto: AUR

Anna Suav é poeta, mc, cantora e compositora que nasceu em Manaus. Seu trabalho na música caminha pelo rap e pelo R&B, incluindo letras assertivas e denunciativas com melodias suaves. Suas composições narram sua experiência enquanto mulher afro-amazônica, feminista e negra.

AUR
Compartilhar
Publicidade
Publicidade