PUBLICIDADE

Podcast: Extensão do metrô Capão Redondo segue 'estacionado'

Chegada da Linha 5-Lilás até o Jardim Ângela é aguardada por moradores e cobrada por movimentos populares

15 fev 2022 10h45
| atualizado às 11h55
ver comentários
Publicidade

Há poucos meses de completar 20 anos da sua inauguração, a Linha 5-Lilás, que percorre 20,1 quilômetros de extensão entre o Capão Redondo, periferia da zona sul, e a Chácara Klabin, bairro nobre da região centro-sul da capital, ainda não atende as necessidades dos moradores que mais precisam de transporte público.

Em março do ano passado, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou a ampliação da Linha 5-Lilás de metrô até o Jardim Ângela. De acordo com o governo, serão construídas mais duas novas estações e um terminal de ônibus em direção ao extremo sul da capital, além do prolongamento de uma avenida com ciclovia. O novo trecho terá 4,33 km de extensão e a estimativa é beneficiar cerca de 130 mil moradores. 

Passados pouco menos de 365 dias deste anúncio, você sabe o que já foi feito até agora? Nada! Isso mesmo, nadinha de nada.

Nós entramos em contato com a Secretaria de Transportes Metropolitanos do estado de São Paulo e também conversamos com especialistas e moradores da zona sul, para saber qual é o andamento deste projeto e quais são as expectativas dessa implantação que pode facilitar, e muito, a vida de quem mora no Jardim Ângela e região.

Estação Capão Redondo, na zona sul de SP
Estação Capão Redondo, na zona sul de SP
Foto: Gisele Alexandre/Agência Mural

 

Manda Notícias
Publicidade
Publicidade