PUBLICIDADE

Nova Chevrolet Montana pode surpreender no espaço interno

Segundo a GM, nova geração da picape Chevrolet Montana vai inovar nas proporções e no uso de materais mais leves na carroceria

29 jun 2022 - 15h19
Ver comentários
Publicidade
Estrutura da nova Chevrolet Montana: foco no aproveitamento de espaço.
Estrutura da nova Chevrolet Montana: foco no aproveitamento de espaço.
Foto: GM / Divulgação

Aos poucos, os mistérios sobre a nova Chevrolet Montana vão sendo desvendados. A novidade agora é que a nova geração da picape terá o melhor aproveitamento interno do segmento. Segundo a GM, serão pelo menos 2 cm a mais para os joelhos na cabine. Porém, ainda não está claro se a nova Montana terá o porte da Fiat Toro ou da Renault Oroch (hipótese mais provável). 

A General Motors acredita que a próxima tendência no segmento de picapes indica veículos que ofereçam mais conforto aos passageiros e maior versatilidade para a caçamba -- conceito que estreia na linha Chevrolet com a nova Montana. A futura picape chega em 2023.

“Ao mesmo tempo que o cliente deseja uma picape mais espaçosa, ele se preocupa também com as dimensões do veículo, principalmente pelo tamanho das vagas de estacionamento disponíveis em grandes centros urbanos”, explica Marianni Sanchez, gerente de pesquisa avançada de mercado na GM América do Sul.

Por isso, os projetistas da GM estão utilizando materiais mais leves e resistentes para a carroceria. Assim, eles podem dispensar um motor muito grande para tracionar a picape. O resultado foi o aumento da área destinada à cabine sem abrir mão de um amplo volume para carga. Fica claro, portanto, que a nova Chevrolet Montana deve ter motores pequenos, de 1,0 ou 1,2 litro. 

“O resultado é fantástico", comentou Marianni. "A nova Montana vai ter o melhor aproveitamento de espaço interno do segmento. São pelo menos 20 milímetros a mais para o joelho do passageiro traseiro em relação à concorrência, enquanto o espaço frontal e traseiro de cabeça é mais um exemplo de superioridade." Outro destaque prometido pela GM é a boa ergonomia.

A futura picape da Chevrolet contará terá também um sistema de conectividade capaz de receber atualizações remotas de software inerentes à arquitetura eletrônica da picape e de aplicativos nativos à central multimídia.

Guia do Carro
Publicidade
Publicidade