PUBLICIDADE

Neuralink, de Elon Musk, é investigada por transporte de patógenos perigosos nos EUA

Empresa é especializada em implantes de chips cerebrais em humanos; atualmente, faz testes com primates

12 fev 2023 - 13h08
Compartilhar
Exibir comentários

A Neuralink, empresa de implantes cerebrais em humanos fundada por Elon Musk, está sendo investigada pelo governo dos Estados Unidos pelo transporte de "patógenos perigosos", atividade ilegal no país americano, informa a agência de notícias Reuters na quinta-feira passada, 9.

Um porta-voz do Departamento dos Transportes dos EUA confirmou à Reuters que recebeu a denúncia feita por um comitê em defesa do direito dos animais (PCRM, na sigla em inglês), que teria tido acesso a e-mails e outros documentos sugerindo o transporte inseguro de implantes de cérebros de macacos. Esses implantes conteriam doenças contagiosas que violam as leis federais americanas, diz o grupo.

"Estamos conduzindo uma investigação para garantir que a Neuralink está de acordo com as regulações federais e mantendo seus trabalhadores seguros de potenciais patógenos perigosos", disse um porta-voz do Departamento dos Transportes dos EUA.

À Reuters, nem a Neuralink nem Elon Musk responderam aos pedidos de comentário.

Especializada em implantar chips cerebrais, a Neuralink vem fazendo estudos e testes em animais enquanto aguarda a aprovação regulatória dos EUA para que consiga realizar testes em humanos.

Em uma das ocasiões, em abril de 2021, a Neuralink publicou um vídeo do macaco Pager jogando o game Pong apenas com o poder da mente, utilizando o chip produzido pela empresa, mostrando os resultados de suas pesquisas. Após o vídeo, a empresa foi acusada de maus tratos contra os animais testados.

Estadão
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade