PUBLICIDADE

Escova de dente elétrica é mais eficaz que a tradicional?

Se nos concentrarmos na limpeza dos dentes com uma escova manual, ela pode ser tão eficaz na remoção da placa bacteriana quanto uma elétrica.

4 jul 2022 - 14h32
Ver comentários
Publicidade
Escova de dente elétrica e manual
Escova de dente elétrica e manual
Foto: Getty Images / BBC News Brasil

Será que está na hora de trocar sua escova de dente manual por uma elétrica?

O que não falta são alternativas no mercado — alguns modelos chegam a oferecer recursos como aplicativos e inteligência artificial — com preços bastante variados.

Mas será que uma escova elétrica pode poupar suas idas ao dentista no futuro?

E, se isso for realmente verdade, será que uma escova elétrica mais cara limparia seus dentes melhor do que um modelo mais básico e barato?

O programa Sliced Bread, da BBC Radio 4, esclarece a seguir algumas destas dúvidas.

1. O mercado de escova de dente elétrica é dominado por duas marcas — que usam tecnologias diferentes

As duas grandes marcas do mercado de escovas de dente elétricas são a Oral-B e a Philips. Ambas usam tecnologias diferentes para limpar os dentes.

As escovas elétricas da Oral-B possuem pequenas cabeças circulares que giram para frente e para trás cerca de 70 vezes por segundo.

Já as escovas da Philips utilizam cerdas na cabeça que se movem de um lado para o outro cerca de 250 vezes por segundo.

2. Estas tecnologias podem parecer diferentes, mas geram os mesmos resultados

As duas tecnologias de escovação oferecem uma experiência fisicamente diferente. Mas qual é a diferença?

"Não muita", sugere Damien Walmsley, professor de Odontologia Restauradora da Faculdade de Odontologia da Universidade de Birmingham, no Reino Unido, que pesquisa escovas de dente desde 1998.

A escova elétrica pode ser um bom aliado na luta contra as cáries
A escova elétrica pode ser um bom aliado na luta contra as cáries
Foto: Getty Images / BBC News Brasil

"Pode haver mais evidências de que o circular, por ser uma cabeça menor e fazer esta contraoscilação, pode ser um pouco superior em comparação com (escovar) de um lado para o outro. Mas não muito."

3. Os preços podem ser exorbitantes — mas caro não significa melhor

A melhor escova da Oral-B é a iO9, que custa 500 libras (R$ 3,2 mil) no Reino Unido. No site da Philips, a Sonicare, modelo mais avançado, sai por cerca de 300 (R$ 1,9 mil).

Em contrapartida, você pode pagar apenas 0,50 de libra (R$ 3,2) por uma escova de dente manual.

Mas será que pagar um preço mais alto significa uma limpeza melhor?

No início deste ano, o site britânico Which?, que realiza pesquisas voltadas aos consumidores, avaliou escovas de dente elétricas de acordo com fatores como facilidade de uso, conforto, duração da bateria e quanta placa foi removida.

A mais bem avaliada foi uma escova da Philips que custa 125 libras (R$ 802). Em segundo lugar, ficou outro modelo da Philips, vendido por cerca de 290 libras (R$ 1,86 mil).

Mas em terceiro lugar estava uma escova da rede de farmácias Superdrug que custa 30 libras (R$ 192).

A avaliação diz que, em termos de remoção de placa, esta opção econômica, na verdade, supera modelos que custam cinco vezes mais.

"Embora o céu seja o limite quando se trata de comprar uma escova de dente elétrica, há também algumas pechinchas maravilhosas por aí", diz Matt Knight, um dos membros da equipe de pesquisa do Which?.

"Quando você estiver procurando uma escova, fique de olho nas afirmações de que uma escova limpa melhor seus dentes, porque muitas vezes descobrimos que não é necessariamente o caso."

A avaliação do Which? é clara: se você está procurando uma escova de dente que limpa melhor, então "não há uma ligação direta entre preço e qualidade".

4. Mas pagando mais, você terá uma bateria que dura mais

Pagar um pouco mais por uma escova de dente vai te propiciar uma maior duração da bateria.

"Se você comprar uma escova de dente mais cara, (a bateria) pode durar algumas semanas até você ter que carregar, do que uma mais barata que você pode ter que carregar toda semana, ou no caso das mais baratas, talvez a cada cinco dias mais ou menos", diz Knight.

5. Você precisa avaliar se a inteligência artificial e os aplicativos são uma ajuda ou um obstáculo

As escovas topo de linha apresentam alguns recursos, incluindo aplicativos que avaliam sua técnica de escovação. O modelo iO, por exemplo, possui rastreamento 3D que mostra o quão eficaz você é.

A escovação manual depende de uma técnica muito boa
A escovação manual depende de uma técnica muito boa
Foto: Getty Images / BBC News Brasil

"Se você pressionar com muita força, vai acender a luz vermelha, mas também informará que você está fazendo muita pressão", explica o dentista Dan Shaffer.

Você recebe ainda uma pontuação — e até uma "medalha".

Mas será que queremos ficar olhando para a tela do celular à noite, quando estamos tentando relaxar?

"Todos os recursos extras do aplicativo são coisas que uma pessoa decidirá se são importantes para ele ou não, e se está preparado para pagar mais", diz Knight.

6. As escovas de dente manuais podem ser igualmente eficazes na remoção da placa

Greg Foot, apresentador do programa Sliced Bread, da BBC, deixou de escovar os dentes por 24 horas e, sob a supervisão do dentista Dan Shaffer, usou uma pastilha que tinge a placa existente na boca de roxo.

Na sequência, ele escovou os dentes com uma escova manual de um lado e uma escova elétrica — a Oral-B iO — do outro. Ele observou uma boa melhora em ambos os lados.

"Até a escovação manual tirou a maior parte da placa dos dentes", diz Shaffer.

Neste nível de detalhe, não há nada que sugira que a escovação elétrica seja melhor que a manual.

Foot perguntou a Walmsley o que a literatura científica diz sobre a escovação manual versus elétrica. "Há muito pouca diferença entre as duas", diz ele.

"As evidências tendem a mostrar que há um pouco mais de benefício no caso das escovas de dente elétricas, mas é mínimo e depende de como você usa."

7. Usar uma escova elétrica elimina o erro humano

Se nos concentrarmos na limpeza dos dentes com uma escova manual, ela pode ser tão eficaz na remoção da placa bacteriana quanto uma elétrica topo de linha.

Mas e se escovarmos os dentes quando estamos cansados ou distraídos?

Na hora de ponderar entre a escova manual e a elétrica, a técnica de escovação pessoal deve ser um fator levado em conta.

"Na minha opinião, profissionalmente e pessoalmente, acho que as escovas de dente elétricas são provavelmente uma das melhores coisas que inventaram para nos ajudar na luta contra as cáries", diz Shaffer.

"Não apenas removem a placa, como eliminam o fator erro humano."

Em outras palavras, enquanto a escovação manual depende de uma técnica muito boa, as escovas elétricas fazem a maior parte deste trabalho por você.

- Este texto foi originalmente publicado em https://www.bbc.com/portuguese/geral-61948937

BBC News Brasil BBC News Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC News Brasil.
Publicidade
Publicidade