PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Anticiclone vai intensificar calorão no Sudeste e Centro-Sul; entenda fenômeno

De acordo com a Climatempo, fenômeno ganha força nos próximos dias e migra para o Sudeste entre o fim de abril e início de maio

23 abr 2024 - 17h22
Compartilhar
Exibir comentários

Um anticiclone, também chamado de zona de alta pressão, ganha força nos próximos dias e irá intensificar o calor nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Sul do Brasil. O sistema atuará como um bloqueio atmosférico, que favorece a manutenção do ar seco e quente, provocando altas temperaturas.

  • O anticiclone começa a ganhar força nos próximos dias sobre Mato Grosso do Sul e Paraná, afirmou em nota a Climatempo. Depois, irá migrar para o Sudeste entre o fim de abril e início de maio.
  • Como intensificam o ar de cima para baixo, os anticiclones inibem a formação de nuvens. Esse sistema também irá dificultar a chegada de frente fria na região e fazer com que permaneça e se intensifique o ar seco e quente.

De acordo com a Climatempo, a zona de pressão irá provocar onda de calor entre 22 de abril e 2 de maio, a quarta do ano. Entretanto, o padrão pode se estender também pela primeira semana de maio, "o que será monitorado nos próximos dias para avaliar seu impacto e duração", informou a Climatempo.

A empresa de meteorologia prevê que a capital de São Paulo pode ter médias de temperatura em abril de 26,6ºC, que estão abaixo da média do mês. Mas, a previsão de onda de calor pode desafiar essa tendência. A previsão da Climatempo é de máxima de 32ºC no domingo 28, e na segunda, 29.

Calor deve voltar à capital neste fim de semana
Calor deve voltar à capital neste fim de semana
Foto: Werther Santana/Estadão - 17/3/2024 / Estadão

Outras capitais como Campo Grande, Cuiabá, Goiânia e Belo Horizonte também contam com previsão de queda nas médias climatológicas de abril em comparação com os outros meses do ano. Isso porque há uma menor radiação solar e dias mais curtos.

Inmet ainda não fala em ondas de calor

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta de perigo potencial para baixa umidade do ar para hoje em cidades de São Paulo, Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso do Sul. Segundo o Instituto, a umidade relativa do ar irá variar entre 30% e 20%.

O Inmet informou que a massa de ar quente e seco deve ganhar força entre quarta-feira, 24, e sábado, 27 no Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil. Uma das maiores máximas será no Mato Grosso, onde a temperatura deve chegar a 36ºC.

Mas o instituto ainda não caracteriza a situação futura como onda de calor, "devido à variação da área de abrangência das altas temperaturas, bem como do período (dias consecutivos), e das divergências nas previsões de temperaturas indicada pelos modelos".

O Inmet utiliza a nomenclatura ondas de calor quando a previsão indica temperaturas acima de 5ºC da média mensal por um período de dois a três dias consecutivos, no mínimo. Segundo previsão do Inmet, a partir de domingo, haverá redução na área com temperaturas mais elevadas.

Estadão
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade