PUBLICIDADE

Apple anuncia a chegada de inteligência artificial nos iPhones; veja detalhes

Companhia divulgou a atualização mais esperada em evento anual nesta segunda-feira (10)

10 jun 2024 - 15h07
(atualizado às 16h12)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Divulgação/Apple

A Apple anunciou a chegada da inteligência artificial (IA), chamada de Apple Inteligence, aos iPhones e outros dispositivos durante o WWDC (Worldwide Developers Conference), evento que começou nesta segunda-feira (10). 

A novidade já circulava em rumores desde o mês passado, quando a Bloomberg reportou que a empresa deveria lançar a Siri, assistente de voz, melhorada com IA. 

Apple está sendo cuidadosa em distinguir sutilmente a “inteligência da Apple” da busca pela inteligência artificial geral, que está no centro da missão de diversas empresas — o que deixa consumidores cansados e cautelosos.

A Apple Intelligence integrará novos iPhones, iPads e Macs. A aposta é a criação de emojis, planilhas e resumos usando inteligência artificial. 

Foto: Divulgação

A IA da Apple inclui vários recursos que moldarão a experiência do iOS 18 em grandes e pequenos aspectos. A empresa também deu a Siri, a assistente de voz atualmente limitada, uma revisão significativa da IA generativa.

Mudanças

A Apple anunciou ainda que incorporará modelos externos de IA em seu software, começando com o ChatGPT da OpenAI ainda este ano, deixando claro que a experiência será apenas opcional e não exigirá uma assinatura do chatbot.

A assistente de voz que determinará se uma consulta pode se beneficiar do acesso ao ChatGPT e, em seguida, solicitará aprovação para compartilhar informações com o modelo. 

A Siri determinará se uma consulta pode se beneficiar do acesso ao ChatGPT e, em seguida, solicitará aprovação para compartilhar informações com o modelo. A empresa Apple disse que também exploraria outros modelos de IA no futuro.

De acordo com a empresa, a Apple Intelligence será capaz de “realizar ações em seus aplicativos”, automatizando tarefas como recuperar arquivos específicos que alguém enviou, determinadas fotos e outros conteúdos (como um episódio de podcast, por exemplo).

Outro aspecto importantíssimo da Apple Intelligence é a parte de privacidade. Craig Federighi, vice-presidente sênior de engenharia de software da Apple, disse que a nova estratégia de IA da empresa se concentrará em privacidade e segurança.

Por isso, a marca criou o Private Cloud Compute, uma tecnologia que diz proteger os dados dos usuários mesmo para tarefas de IA mais intensivas que necessitam da nuvem.

“Seus dados nunca são armazenados ou disponibilizados à Apple”, disse Federighi. 

Fonte: Redação Byte
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Seu Terra












Publicidade