URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Viagem longa é fator de risco para quem tem trombose: veja os cuidados

Longos períodos de tempo sentado favorecem a piora da trombose, aumentando as chances de embolia pulmonar

19 abr 2024 - 18h30
(atualizado em 20/4/2024 às 00h19)

A trombose é uma doença vascular que causa sintomas como inchaço e dor nas pernas e, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), acomete cerca de 1 em cada 1.000 pessoas em todo o mundo. Viagens longas, sejam de carro ou de avião, podem contribuir para a piora da condição, que pode acabar evoluindo para a embolia pulmonar.

Em viagens de carro e avião, saiba o que fazer para evitar a piora da doença vascular |
Em viagens de carro e avião, saiba o que fazer para evitar a piora da doença vascular |
Foto: freepik/Freepik / Boa Forma

"O longo período sentado em viagens faz com que a circulação sanguínea fique mais lenta, aumentando o risco de formação desses coágulos", explica a  Dra. Carol Mardegan, especialista em cirurgia vascular e membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV).

Publicidade

Para pacientes diagnosticados com trombose, o principal cuidado para evitar complicações mais sérias é manter as consultas médicas em dia. Além disso, é necessário ficar longe do cigarro, controlar o peso corporal, combater o colesterol alto e não exagerar no álcool, afirma a profissional.

5 exercícios para quem passa muito tempo sentado 5 exercícios para quem passa muito tempo sentado

Cuidados em viagens de carro

Em viagens de carro, para diminuir os sintomas, a Dra. Carol recomenda:

  • Fazer paradas a cada duas horas para esticar as pernas e caminhar um pouco;
  • Movimentar os pés e as pernas durante o trajeto;
  • Não apertar ou cruzar as pernas por muito tempo.

Viagens aéreas

Em viagens aéreas, nas quais é comum ficarmos ainda mais tempos sentados, outras estratégias podem ser adotadas.

Publicidade

"Além de movimentar as pernas regularmente durante o voo, é importante usar meias de compressão elástica, que ajudam a estimular o fluxo sanguíneo. Também é recomendado evitar o consumo excessivo de álcool e se manter hidratado", diz.

Se você planeja fazer uma viagem longa e tem histórico de trombose ou é predisposto a desenvolvê-la, é fundamental, antes de viajar, manter o acompanhamento médico, para que o especialista avalie o seu estado de saúde e te oriente sobre os cuidados necessários para prevenir o agravamento da doença.

Curtiu? Fique por dentro das principais notícias através do nosso ZAP
Inscreva-se