Dengue e Covid em alta: saiba diferenciar os sintomas das doenças

Doenças compartilham semelhanças mas precisam de cuidados diferentes para a recuperação

14 fev 2024 - 11h53
Foto: iStock

Com o aumento significativo dos casos de dengue e Covid-19, é essencial entender como distinguir os sintomas dessas duas doenças. Enquanto ambas compartilham algumas semelhanças, é crucial identificar suas características distintivas para garantir um diagnóstico preciso e um tratamento adequado. 

As duas doenças são causadas por um vírus, mas a transmissão ocorre de maneira diferente: a dengue é transmitida pela picada do mosquito Aedes aegypti. Já a Covid-19 é transmitida por gotículas de secreções respiratórias de uma pessoa infectada.

Publicidade

De acordo com o Ministério da Saúde, os principais sintomas da dengue são:

  • Febre alta, superior a 38°C;
  • Dor no corpo e articulações;
  • Dor atrás dos olhos;
  • Mal-estar;
  • Falta de apetite;
  • Dor de cabeça;
  • Manchas vermelhas no corpo.

A pasta alerta que, no entanto, a infecção por dengue pode ser assintomática, apresentar quadro leve ou sinais de alarme e de gravidade. 

Normalmente, a primeira manifestação da dengue é a febre alta (>38°C), de início abrupto, que geralmente dura de 2 a 7 dias, acompanhada de dor de cabeça, dores no corpo e articulações, além de prostração, fraqueza, dor atrás dos olhos e manchas vermelhas na pele.

O diagnóstico da dengue pode ser feito por exame clínico e confirmado por exame de sangue.

Publicidade

Covid-19

No caso da Covid-19, podem ocorrer sinais de casos leves, moderados ou graves. Os casos leves da doença causada pelo coronavírus são caracterizados pela presença de sintomas não específicos, como:

  • Tosse; 
  • Dor de garganta seguida de anosmia, ageusia, diarreia, dor abdominal, febre, calafrios, mialgia, coriza, fadiga e/ou cefaleia.

O Ministério ressalta que os casos moderados podem incluir todos esses sintomas e também sinais de piora progressiva de outro sintoma relacionado à covid-19 (fraqueza muscular, prostração, diminuição do apetite, diarreia), além da presença de pneumonia sem sinais ou sintomas de gravidade.

Já os casos graves, envolvem dispneia/desconforto respiratório ou pressão persistente no tórax ou saturação de oxigênio menor que 95% em ar ambiente ou coloração azulada de lábios ou rosto.

O diagnóstico da Covid-19 pode ser feito por exame clínico e por testes de laboratório em amostras colhidas principalmente no nariz. Os testes estão disponíveis no SUS.

Publicidade
Fonte: Redação Terra Você
Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações