Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Red Bull contrata psicólogo para “explosivo” Tsunoda

Helmut Marko, consultor da Red Bull, revelou que a equipe contratou psicólogo para ajudar Yuki Tsunoda: “Filho problemático”

6 jul 2022 - 17h42
(atualizado às 17h42)
Compartilhar
Yuki Tsunoda dentro de seu AlphaTauri. Red Bull é dona da equipe.
Yuki Tsunoda dentro de seu AlphaTauri. Red Bull é dona da equipe.
Foto: AlphaTauri / Twitter

Yuki Tsunoda fez uma temporada de estreia relativamente discreta em 2021. Seu estilo de pilotagem agressivo rendeu algumas boas atuações e outras tantas ruins. O japonês não foi brilhante, mas esteve longe de ser um desastre. Nada anormal para um jovem estreante.

Se, por um lado, seu desempenho nas pistas não chamou tanto a atenção, por outro, seu comportamento foi o exato oposto. Sempre ríspido e proferindo palavrões e ofensas aos montes pelo rádio, o piloto causou dores de cabeça para a AlphaTauri.

Publicidade

Mas isso não fez a equipe desistir de Tsunoda. Ainda em 2021, o time o fez se mudar para perto da fábrica, em Faenza, na Itália, de modo a trabalhar mais próximo da equipe de engenheiros e criar um relacionamento melhor com o pessoal. Também pediu que se espelhasse no comportamento de seu colega Pierre Gasly no que diz respeito à preparação física e pilotagem.

O desempenho melhor na parte final do ano passado e no início da temporada de 2022 mostra que o trabalho da equipe teve valia na evolução de Tsunoda. Apesar da melhora, seu velho estilo ainda dá as caras eventualmente.

Foi o caso no último domingo (03), no GP da Inglaterra, quando o piloto foi otimista demais em uma tentativa de ultrapassagem e acabou se enroscando com o próprio companheiro de equipe. Tsunoda não hesitou em vociferar pelo rádio, mas teve que se desculpar quando, de cabeça fria, entendeu que havia ele próprio sido o culpado.

O incidente teve consequências grandes para as equipes da Red Bull (dona da AlphaTauri): Gasly precisou abandonar por problemas causados pelo toque, enquanto Max Verstappen, que liderava a prova, passou por um detrito do carro de uma das AlphaTauri e perdeu desempenho, terminando apenas em 7º. Tsunoda também prejudicou sua própria corrida e terminou em 14º, o último entre os que que foram até o final.

Publicidade
Max Verstappen mostra pedaço da AlphaTauri que danificou o assolho de seu Red Bull
Foto: F1 / Twitter

Na esteira do problema causado por Tsunoda, Helmut Marko, consultor do grupo Red Bull, revelou que a equipe contratou um profissional para atender a orientar Tsunoda: “Organizamos um tipo de psicólogo para trabalhar com ele, porque ele continuou a reclamar, e isso inibe a performance”, contou à Servus TV.

Marko entende que Verstappen, que também tem um perfil mais nervoso no rádio, mas soube direcionar seus sentimentos e convertê-los em resultados, pode ser um bom exemplo para a recuperação de Tsunoda. Mesmo assim, o chefão não deixou de ser duro em sua declaração.

"Devemos manter nossas emoções sob controle. Graças a Deus, Max está calmo. Nosso filho problemático nesse aspecto, e não apenas nesse aspecto, é Tsunoda. Ele explode no rádio, você não acreditaria."

A fala de Marko serve como um alerta a Tsunoda. Apesar de seu desempenho estar bem mais compatível com o de Gasly do que esteve em comparação ao ano passado, a AlphaTauri/Red Bull está fazendo um esforço bastante grande para mantê-lo no caminho certo do desenvolvimento. Mais cedo ou mais tarde, a equipe cobrará uma evolução maior. Ou simplesmente perderá a paciência.

Publicidade

Para Tsunoda, o momento não é de pensar nas consequências de médio prazo. O foco está em olhar já para próxima corrida: “Estou feliz que possamos correr em poucos dias para virar a página da corrida de Silverstone”, afirmou o japonês à Autosport. “Discutimos internamente e agora seguimos em frente.”

Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações