O Terra Antivírus oferece a mais recente proteção para sua vida digital.

Novo Nissan Versa vai dar canseira no Onix Plus e no Virtus

Totalmente renovado, o sedã compacto chega ao Brasil em junho para concorrer com os sedãs compactos superiores. O atual continuará à venda

20 jan 2020 18h29
Compartilhar
comentários

Maio. Essa é a data limite para o Chevrolet Onix Plus reinar entre os sedãs compactos superiores no Brasil. Em junho chega o novíssimo Nissan Versa, que tem entusiasmado os fãs da marca japonesa. Da mesma forma que aconteceu com o Onix Plus em relação ao Chevrolet Prisma, o novo Versa colocará o carro num patamar superior. Não tanto para disputar com os sedãs médios, mas com qualidades para encarar não só o Onix Plus, mas também os outros carros da categoria, como VW Virtus, Honda City, Toyota Yaris e o Fiat Cronos. A estimativa é que o novo Versa venda entre entre 30 mil e 40 mil unidades no Brasil.

O novo Versa disputará mercado com os compactos superiores no Brasil.
Foto: Nissan / Divulgação

O Versa era o patinho feio da família Nissan. Era. Nessa nova geração, que já está sendo produzida no México e chega ao Brasil em junho, sem imposto de importação (portanto com preço competitivo), o Versa quer ocupar um lugar que nunca teve. Liderar o mercado é difícil, pois ele será importado e o Onix Plus é produzido no Brasil, mas em termos de qualidade promete dar trabalho. As rodas são de 17”, com pneus 205/50 R17. O porta-malas cresceu de 460 para 482 litros.

publicidade
O volante multifuncional e a tela multimídia do novo Versa.
Foto: Nissan / Divulgação

O novo Nissan Versa tem um desenho totalmente renovado e alinhado com a nova imagem global da marca. O powertrain está mais eficiente. Visualmente, o carro ficou muito bonito, com formas modernas e aspecto mais assentado. Para além disso, a segunda geração conta com um novo motor 1.6 de 118 cv de potência e 149 Nm de torque (ou seja: 7 cavalos a mais que o atual, que tem 111 cv). Especialmente o ganho em torque deixará o carro mais ágil e prazeroso de dirigir na cidade. O câmbio para o mercado brasileiro deve ser o CVT e o manual de cinco marchas.

Os bancos ficaram mais anatômicos, oferecendo mais conforto.
Foto: Nissan / Divulgação

A grade em V, os faróis e luzes traseiras de LED em forma de bumerangue, faróis de neblina com novo desenho, coluna C ascendente e antena tipo barbatana de tubarão deram nova vida ao carro. Por dentro, os assentos serão Zero Gravity, que tanto sucesso fazem no Nissan Kicks. O acabamento também foi aprimorado, com acabamentos brilhantes, materiais de melhor qualidade e um desenho que aumenta a sensação de espaço. Como o mercado está muito concorrido, o novo Versa deve chegar com seis airbags e vários sistemas eletrônicos de segurança, inclusive frenagem de emergência e alerta de tráfego cruzado.

Os faróis foram completamente redesenhados e trazem LED.
Foto: Nissan / Divulgação

Na conectividade, volante multifuncional, tela tátil embutida no painel, com bom campo de visão, câmera de ré, câmera 360o e, claro, Android Auto e Apple CarPlay. Sistema de navegação também é esperado para a versão topo de linha. O conforto interno ficou melhor devido ao aumento da distância entre-eixos em 2 cm. 

A traseira ficou linda e o bagageiro cresceu para 482 litros.
Foto: Nissan / Divulgação

Atualmente, o Nissan Versa é vendido nas seguintes versões: 1.0 Conforto (R$ 52.990), 1.6 S (R$ 56.790), 1.6 SV (R$ 61.390), 1.6 SV CVT (R$ 66.490) e 1.6 SL CVT (R$ 72.190). Em 2019, o Versa ficou apenas em 39º lugar no ranking de veículos leves, com 21.779 vendas. O Versa atual continuará sendo fabricado em Resende (RJ), mas somente nas versões de entrada (duas ou três). O novo deixará de ser concorrente de Ford Ka Sedan e VW Voyage, por exemplo, e passará a concorrer com Onix Plus, Virtus, Yaris e City. Seu preço deverá ficar entre R$ 65.000 (versão de entrada) e R$ 85.000 (topo de linha).

publicidade
A grade está de acordo com a estética global dos carros da Nissan.
Foto: Nissan / Divulgação

 

Veja também:

Video Player
O julgamento do Renault Kwid. Culpado ou inocente?
Fique por dentro das principais notícias
Receba notificações
publicidade
Veja também
Últimas notícias