Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Disputa de US$ 2 bilhões faz SoftBank perder CEO global

Responsável por reestruturar a operação do WeWork, Marcelo Claure deve criar fundo de investimento próprio

27 jan 2022 17h16
| atualizado em 28/1/2022 às 09h47
Compartilhar

Atualizado às 09h50 do dia 28 de janeiro com a confirmação da saída do executivo

Maior fundo de investimento do mundo, o grupo japonês SoftBank perdeu o seu presidente executivo internacional, Marcelo Claure. A informação foi revelada inicialmente pelo canal de TV americano CNBC e depois confirmada pela empresa nesta sexta-feira, 28.

Publicidade

A expectativa é que Claure crie o seu próprio fundo de investimento. Após meses em discussão, o executivo sai do conglomerado japonês devido a desentendimentos com o CEO do Softbank, Masayoshi Son, autoridade máxima da empresa. A causa da rixa é um cheque de US$ 2 bilhões que, disseram fontes com conhecimento da situação, foi negado a Claure, que achou que devia ser recompensado por liderar a reestruturação do WeWork nos últimos anos — a empresa de coworking enfrentava problemas de governança até abrir capital na Bolsa americana em outubro passado.

Michel Combes, presidente do SoftBank International, foi nomeado CEO nesta sexta-feira para substituir Claure. "Marcelo fez muitas contribuições ao SoftBank durante seu tempo aqui e agradecemos a ele por sua dedicação e desejamos sucesso contínuo em seus empreendimentos futuros", disse Masayoshi Son, presidente do SoftBank, em comunicado.

Além do WeWork, o Softbank é conhecido por ter apostado no Uber. No Brasil, as startups escolhidas pelo fundo japonês foram o Nubank, QuintoAndar, iFood e MadeiraMadeira, entre outras.

Em setembro passado, o Softbank anunciou a criação de um novo fundo de investimento de US$ 3 bilhões para a América Latina, continente considerado estratégico pela firma.

Publicidade
Fique por dentro das principais notícias de Tecnologia
Ativar notificações