Tire a ideia do papel e crie hoje o site para o seu negócio com até 35% de desconto

Governo inglês critica comentários antivacina de Nicki Minaj

Cantora norte-americana disse aos seus seguidores que ainda não se vacinou e contou 'mitos' sobre a imunização

15 set 2021 16h10
| atualizado às 16h30
Compartilhar
Nicki Minaj
Foto: Instagram @nickiminaj / Reprodução

Em coletiva de imprensa para apresentar os novos planos de seu governo contra a covid-19, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, criticou a rapper Nicki Minaj. 

A cantora norte-americana de 38 anos, natural de Trinidad e Tobago, afirmou aos seus quase 23 milhões de seguidores no Twitter que ainda não vacinou contra o coronavírus e que está pesquisando sobre as vacinas.

Publicidade

Nicki Minaj relatou a história de um primo que se recusou a ser vacinado, alegando que um de seus amigos ficou impotente e com os testículos inflamados depois de receber a injeção.

Questionado a respeito na coletiva de imprensa, o diretor médico da Inglaterra, Chris Whitty, uma das principais figuras no combate à covid-19, denunciou imediatamente os 'mitos' que rondam as vacinas.

"Há uma série de mitos que circulam por aí, alguns claramente ridículos", afirmou. "Alguns (...) são claramente para assustar as pessoas. Este é um deles", acrescentou.

Após celebrar que a maioria das pessoas ignora as informações falsas, Whitty atacou os que "vendem contradições". "Deveriam se envergonhar", acrescentou.

Publicidade

Menos gentil do que ele, Johnson, afirmou não estar "tão familiarizado com o trabalho de Nicki Minaj como provavelmente deveria".

A rapper enviou então uma mensagem de voz ao primeiro-ministro na qual, com o sotaque britânico, dizia que nasceu no Reino Unido e frequentou a universidade com Margaret Thatcher. Tudo isso é falso.

Questionado sobre Nicki Minaj nesta quarta-feira, 15, o ministro da Saúde britânico Sajid Javid pediu aos famosos que tenham cuidado com o que dizem. Falando na Times Radio sobre "pessoas que espalham informações erradas", Javid destacou que elas "claramente não ajudam".

Dirigindo-se aos famosos, pediu: "Por favor, não façam isso". "Estão realmente prejudicando as pessoas, porque as vacinas salvam vidas e vocês estão fazendo o contrário ao espalharem mentiras".

Publicidade
Está gostando da notícia? Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações