Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

MP notifica Vale por 18 barragens em emergência em MG

Estruturas de Sul Superior, B3/B4 e Forquilha III estão no Nível 3, que significa situação de 'ruptura iminente ou em curso'

19 jan 2022 18h40
| atualizado às 19h18
Compartilhar

O governo mineiro e o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) decidiram notificar nesta quarta-feira, 19, a Vale para que adote medidas preventivas em 18 barragens. Todas estão em algum tipo de emergência declarada no Estado. Três delas - Sul Superior, B3/B4, e Forquilha III- encontram-se em Nível 3, situação de "ruptura iminente ou em curso". A empresa afirmou, porém, que essas instalações não apresentam alteração estrutural.  

"As três barragens já tiveram suas respectivas contenções finalizadas e as comunidades da Zonas de Autossalvamento (ZAS) evacuadas desde 2019", informou a Vale em nota. "As equipes técnicas fazem neste momento uma avaliação aprofundada para conduzir as melhorias necessárias nas estruturas."

Publicidade

Com as fortes chuvas de dezembro e janeiro, o governo estadual e o MPMG notificaram Vale, Arcelor Mittal e Minérios Nacional S/A para que dessem informações sobre as condições de suas estruturas. Com base nas informações, foram identificadas as 18 estruturas com "ocorrências". Todas são da Vale.

De acordo com o ofício, a empresa terá dez dias para detalhar o cronograma das ações a serem adotadas. Entre elas, estão mitigar processos erosivos no entorno das estruturas e fazer a limpeza dos sistemas de drenagem interna, além de reduzir a contribuição pluvial da bacia de drenagem para o reservatório.

Brumadinho tem 99 mortos; 259 pessoas seguem desaparecidas
Brumadinho tem 99 mortos; 259 pessoas seguem desaparecidas
Foto: EPA / Ansa - Brasil

Para as três estruturas que estão no Nível 3, as notificações solicitam medidas para o tratamento dos processos erosivos nos entornos e para a garantia da manutenção das estruturas.

Vale diz que vai avaliar notificação

A Vale informou em nota que avaliará o teor da notificação enviada pelo governo de Minas e pelo MP do Estado. No texto, a empresa ressalta que as estruturas em situação de "ruptura iminente ou em curso já são normalmente acessadas apenas por equipamentos remotos".

Publicidade
Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações