Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Fluminense protocola na Justiça 'plano com segurança' de pagamento das dívidas

O documento visa a recuperação financeira da entidade, quitando um terço da dívida do clube, avaliada em R$ 728 milhões

21 jan 2022 20h23
Compartilhar

O Fluminense protocolou no Poder Judiciário do Rio, nesta sexta-feira, um plano de quitação de suas dúvidas trabalhistas e cíveis "com segurança". O documento visa a recuperação financeira da entidade, quitando um terço da dívida do clube, avaliada em R$ 728 milhões no último balancete divulgado, ainda em 2021.

A elaboração do plano de pagamento contou com parceria dos departamentos jurídico, financeiro e de relações institucionais do Fluminense com longas reuniões e rigorosos estudos dos débitos nos últimos meses.

Publicidade

"É um trabalho pioneiro do Fluminense. Há tempos nós vínhamos planejando com as equipes jurídica e financeira um programa que atendesse à realidade do clube e satisfizesse os credores", enfatizou o presidente Mário Bittencourt. "Preparamos o clube para este momento. Exigirá esforço, mas será cumprido com segurança e pontualidade. Na busca pelo consenso, optamos pelo caminho de chamar os credores para que eles tivessem ciência detalhada do que está sendo proposto e para que tivessem certeza de que o Fluminense honrará com os pagamentos propostos."

Entre os credores há muitos ex-jogadores e funcionários. O Fluminense também está buscando regularização de débitos com FGTS e tributos após ter sido excluído do parcelamento do FGTS no início de 2019, ainda na gestão anterior.

"O equacionamento do passivo é fundamental para a reestruturação do clube. Esse foi um trabalho multidisciplinar. Nossa preocupação era a de criar as condições para que todos sentissem segurança de que faremos cumprir a nossa parte", concluiu o vice-presidente de Interesses Legais, Heraldo Iunes.

Show Player
Fique por dentro das principais notícias de Futebol
Ativar notificações